Mercado fechado

Após corte de verba, Ministério do Meio Ambiente anuncia suspensão do combate ao desmatamento

Grasielle Castro
·2 minutos de leitura
Ministério liderado por Ricardo Salles responsabiliza o Planalto pelo corte na verba.
Ministério liderado por Ricardo Salles responsabiliza o Planalto pelo corte na verba.

O Ministério do Meio Ambiente, liderado por Ricardo Salles, anunciou nesta sexta-feira (28) a suspensão de todas as operações de combate ao desmatamento. A razão seria o bloqueio de de R$ 20 milhões de verbas do Ibama e R$ 40 milhões do ICMBio. As ações englobam áreas de desamamento ilegal na Amazonia Legal e às queimadas no Pantanal a partir de segunda-feira (31).

Horas após o anúncio, o vice-presidente, Hamilton Mourão, disse que o ministro Ricardo Salles havia se precipitado. Em seguida, a pasta divulgou atualizou a nota e disse que o recurso havia sido desbloqueado.

A nota responsabiliza o Palácio do Planalto pelos bloqueios. “Segundo informado ao MMA pelo Secretário Esteves Colnago do Ministério da Economia, o bloqueio atual de cerca de R$ 60 milhões de reais para IBAMA e ICMBIO foi decidido pela Secretaria de Governo/SEGOV e pela Casa Civil da Presidência da República e vem a se somar à redução de outros R$ 120 milhões já previstos como corte do orçamento na área de meio ambiente para o exercício de 2021.”

O congelamento das ações no âmbito do Ibama desmobiliza 1.346 brigadistas, 86 caminhonetes, 10 caminhões e 4 helicópteros, além de 77 fiscais, 48 viaturas e 2 helicópteros. Em relação ao ICMBio, serão desmobilizados 324 fiscais, além de 459 brigadistas e 10 aeronaves Air Tractor que atuam no combate às queimadas.

O vice-presidente, Hamilton Mourão, que preside o Conselho da Amazônia Legal, negou que as ações serão suspensas. Segundo ele, o recurso não vai ser bloqueado e o ministro se precipitou. “Precipitação do ministro Ricardo Salles. O que tá acontecendo? O governo está buscando recurso para poder pagar o auxílio emergencial. É isso que eu estou chegando à conclusão. Então, está tirando recursos de todos ministérios. Cada ministério oferece aquilo que pode oferecer, né?”, disse, segundo o G1.

“O Ministério do Meio Ambiente informa que na tarde de hoje houve o desbloqueio...

Continue a ler no HuffPost