Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.291,59
    +413,06 (+0,37%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.934,21
    +259,38 (+0,59%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,64
    +0,36 (+0,80%)
     
  • OURO

    1.844,80
    +14,60 (+0,80%)
     
  • BTC-USD

    19.455,21
    +506,31 (+2,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    382,36
    +7,95 (+2,12%)
     
  • S&P500

    3.666,72
    -2,29 (-0,06%)
     
  • DOW JONES

    29.969,52
    +85,73 (+0,29%)
     
  • FTSE

    6.490,27
    +26,88 (+0,42%)
     
  • HANG SENG

    26.728,50
    +195,92 (+0,74%)
     
  • NIKKEI

    26.809,37
    +8,39 (+0,03%)
     
  • NASDAQ

    12.488,25
    +34,00 (+0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2563
    -0,0635 (-1,00%)
     

Medvedev vence Thiem e conquista o ATP Finals pela 1ª vez

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O tenista russo Daniil Medvedev, 24, conquistou neste domingo (22) o título do ATP Finals, torneio em Londres que reúne os oito melhores do ano e encerra a temporada do circuito masculino. Medvedev, quarto colocado do ranking mundial, bateu de virada na decisão o austríaco Dominic Thiem, 27 anos e terceiro da lista da ATP (Associação dos Profissionais do Tênis), por 2 sets a 1 (4/6, 7/6 e 6/4). No caminho para a final, ambos haviam vencido os dois melhores do mundo na atualidade, Novak Djokovic e Rafael Nadal. Thiem bateu o espanhol na fase de grupos e o sérvio nas semifinais, e Medvedev repetiu o feito na ordem contrária. Nos dois equilibrados primeiros sets deste domingo, cada tenista levou a melhor uma vez nos momentos decisivos das parciais. A decisão foi para o terceiro set, em que Medvedev levou a melhor. Com uma quebra de saque no quinto game, se manteve na frente para vencer o ATP Finals de forma inédita. Ele foi o primeiro da história a bater os três mais bem colocados do ranking numa edição do campeonato. Conquistado de forma invicta, esse é o título mais importante da carreira do russo até agora, de um total de nove (incluindo três Masters 1.000). Ele também foi vice-campeão do US Open em 2019 (derrotado por Nadal) e neste ano caiu diante do campeão Thiem nas semifinais do Grand Slam de Nova York. O austríaco ficou com o vice do ATP Finals pela segunda vez consecutiva. No ano passado, perdera a decisão do torneio para o grego Stefanos Tsitsipas. Desde 2009 realizado em Londres, o torneio (que já teve outros nomes) se despediu da Arena O2 em sua 50ª edição. A partir de 2021 e pelo menos até 2025, terá como casa Turim, na arena multiuso Pala Alpitour. Será a primeira cidade italiana a receber o evento.