Mercado abrirá em 1 h 51 min
  • BOVESPA

    106.924,18
    +1.236,18 (+1,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.579,90
    +270,60 (+0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,35
    -1,14 (-1,03%)
     
  • OURO

    1.804,70
    -3,50 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    30.073,05
    +189,41 (+0,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    673,87
    -7,23 (-1,06%)
     
  • S&P500

    4.023,89
    +93,81 (+2,39%)
     
  • DOW JONES

    32.196,66
    +466,36 (+1,47%)
     
  • FTSE

    7.419,24
    +1,09 (+0,01%)
     
  • HANG SENG

    19.950,21
    +51,44 (+0,26%)
     
  • NIKKEI

    26.547,05
    +119,40 (+0,45%)
     
  • NASDAQ

    12.327,25
    -55,50 (-0,45%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2826
    +0,0235 (+0,45%)
     

MedTech | As 5 inovações cientificas mais interessantes do mês [04/22]

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Quais são as inovações científicas mais interessantes do mês? Em abril, completa um ano desde que o Canaltech passou a responder essa pergunta, já que a primeira edição do MedTech veio à tona em abril de 2021. Tal como nas demais edições, trazemos as cinco principais invenções que marcaram a relação entre as áreas da tecnologia e da saúde:

Ferramenta com maior banco de dados cerebrais do mundo

Banco de dados cerebrais é considerado uma das inovações científicas mais interessantes do mês de abril (Imagem: FabrikaPhoto/Envato)
Banco de dados cerebrais é considerado uma das inovações científicas mais interessantes do mês de abril (Imagem: FabrikaPhoto/Envato)

Um estudo conduzido por pesquisadores de Cambridge, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), da Unifesp e do Instituto Nacional de Psiquiatria do Desenvolvimento para Crianças e Adolescentes (INPD) desenvolveram uma ferramenta que reúne 123.984 exames de ressonância magnética. Na prática, trata-se do maior banco de dados cerebrais já reunido.

O banco de dados conta com exames de mapeamento do cérebro que pertencem desde um feto de poucas semanas até um indivíduo com 100 anos de idade. A ideia é que a medicina possa aproveitar dessas informações para elaborar novos estudos, identificar distúrbios e detectar com antecedência importantes sinais de doenças neurodegenerativas.

Implante cerebral pode ser reversor de Parkinson

Cirurgiões do Southmead Hospital (Reino Unido) atualmente testam a segurança e a eficácia de um novo tipo de impante cerebral cuja proposta é reverter sintomas da doença de Parkinson. Por enquanto, 25 pacientes diagnosticados com a condição usufruem da tecnologia, como parte do estudo ainda em andamento.

Basicamente, esse implante é um dispositivo de estimulação cerebral profunda que teve suas dimensões reduzidas a ponto de poder ser implantado diretamente no crânio. A ideia é substituir padrões anormais de funcionamento de células cerebrais desencadeados pela doença neurodegenerativa.

I.A. capaz de detectar Parkinson pela caligrafia

Adolescentes desenvolvem ferramenta capaz de detectar sinais de Parkinson (Imagem: iLexx/envato)
Adolescentes desenvolvem ferramenta capaz de detectar sinais de Parkinson (Imagem: iLexx/envato)

Jovens dos EUA desenvolveram uma inteligência artificial capaz de detectar Parkinson por meio de análise da caligrafia. A tecnologia se concentra principalmente na micrografia, condição que diminui o tamanho da letra e é um dos sinais mais comuns em pacientes com a doença.

Por enquanto, o conjunto de dados inclui imagens de exames de 53 pessoas saudáveis e 105 pacientes diagnosticados com Parkinson, mas a estimativa é que a previsão possa ficar ainda mais precisa, quando se tiver um conjunto de dados maior e mais equilibrado. Os criadores também extraíram várias características dessas imagens que lhes permitiram analisar os tremores na escrita.

Detector de câncer em cães

Novo teste é indicado para detectar casos de câncer avançado em cães (Imagem: Chalabala/Envato)
Novo teste é indicado para detectar casos de câncer avançado em cães (Imagem: Chalabala/Envato)

Cientistas de um laboratório chamado PetDx desenvolveram um teste que pode detectar câncer em cães. A técnica foi 85% precisa em câncer agressivo e 55% eficaz em geral, e funciona assim: o veterinário coleta sangue, envia a amostra para o laboratório e a equipe o centrifuga para separar o plasma, depois sequencia o material genético e executa a sequência por meio de um algoritmo que procura alterações associadas à doença.

No entanto, esse novo teste (que ganhou o nome de OncoK9) possui uma baixa eficácia em detectar casos iniciais, e é mais indicado para descobrir casos de câncer avançado. Falsos positivos apareceram em até 1,5% dos 519 cachorros livres de câncer.

"Clonagem" rejuvenescedora

Técnica muda células de idosa (Imagem: Bialasiewicz/Envato Elements)
Técnica muda células de idosa (Imagem: Bialasiewicz/Envato Elements)

Cientistas da University of Cambridge (Reino Unido) aproveitaram uma técnica usada no experimento de clonagem com a famosa ovelha Dolly e conseguiram rejuvenescer células humanas em 30 anos. As descobertas devem ajudar no tratamento de doenças mais comuns em idosos.

Os pesquisadores pretendiam criar células-tronco embrionárias humanas que pudessem ser transformadas em músculos, cartilagens e células nervosas, e para isso, usaram células da pele de uma mulher de 53 anos, que receberam uma série de substâncias químicas ao longo de 12 dias. As células não se transformaram em células-tronco embrionárias, mas rejuvenesceram a ponto de se assemelhar à pele de uma mulher com 23 anos, levando a técnica a ser uma das inovações científicas mais interessantes do mês.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos