Mercado fechado

Medo de agressão pode fazer Thiago Neves deixar BH até quinta

Thiago Neves foi aconselhado a deixar Belo Horizonte antes do fim do Brasileirão (Alessandra Torres/AGIF)

A derrota para o Vasco, por 1 a 0, em São Januário, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, deixou o Cruzeiro muito próximo do rebaixamento. A chance de queda é de 90,6%, segundo o Departamento de Matemática da UFMG. Uma combinação de resultados pode fazer a Raposa ser rebaixada já na próxima rodada. Motivo que pode tirar Thiago Neves de Belo Horizonte antes do término do Brasileirão, que teme por uma reação mais forte de alguns torcedores.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Afastado pela diretoria nessa segunda-feira, por ter ido ao show do cantor Thiaguinho, no Mineirão, no domingo, enquanto seus companheiros estavam concentrados para o jogo com o Vasco, Thiago Neves teme por uma reação mais forte de alguns torcedores do Cruzeiro. O meia estava de folga, já que está machucado e não tem condições de jogar as últimas partidas da temporada, e, por isso, se sentiu exposto pela diretoria do clube.

“Eu Thiago, estou sendo constantemente exposto pela diretoria do Cruzeiro EC. Clube que defendi com afinco e tanto contribui nesses últimos anos, em especial nas últimas conquistas: campeonato mineiro 2018, 2019 e Copa do Brasil 2017 2018. Me reservo o direito de não me manifestar sobre qualquer comentário feito pela diretoria, até para não me expor ainda mais. Que Deus perdoe essas pessoas ...!! TN10”, postou o jogador em uma rede social.

Tão logo terminou a partida do Cruzeiro com o Vasco, Thiago Neves desativou suas contas pessoais no Instagram e no Twitter.

Aconselhado por amigos, Thiago não descarta deixar Belo Horizonte nos próximos dias. Como está com um edema muscular na coxa esquerda, o camisa 10 celeste tem de fazer tratamento na Toca da Raposa, pelo menos até o sábado, quando os atletas não relacionados para o duelo com o Palmeiras, pela última rodada do Brasileirão, serão liberados para férias.

No entanto, como Thiago viu sua situação se agravar nos últimos dias, antecipar a saída de Belo Horizonte é algo bastante factível, já que existe o medo de ser agredido por cruzeirenses mais exaltados. O jogador é apontado como um dos responsáveis pelo péssimo momento da equipe e esteve envolvido em várias polêmicas neste segundo semestre. A última foi a presença em show no Mineirão, visto pela diretoria do Cruzeiro como um ato de provocação.

O medo das pessoas próximas a Thiago é que o jogador seja visto como o único culpado em caso de rebaixamento. Como alguns torcedores já ameaçaram o presidente Wagner Pires de Sá, deixando claro que podem ir atrás de jogadores, o temor é que o camisa 10 se torne um alvo dessas pessoas.

Contas para quinta

Caso o Ceará pontue diante do Corinthians, nesta quarta-feira, no Castelão, pela 37ª rodada do Brasileirão, o Cruzeiro terá de fazer o mesmo diante do Grêmio, em Porto Alegre. A conta cruzeirense é conseguir um resultado melhor ou igual ao do Ceará para não ser rebaixado nesta quinta-feira. Um simples empate da equipe cearense já é o suficiente para que o Cruzeiro não possa ser derrotado pelo Grêmio.

O baixo número de vitórias joga contra a Raposa. Como venceu apenas sete vezes em 36 rodadas, o clube mineiro não tem o direito de empatar em pontos com o Ceará, que soma dez triunfos na competição. Para não ser rebaixado, o Cruzeiro tem de fazer três pontos a mais do que o concorrente nesta luta contra a degola.

Veja mais sobre futebol mineiro no Blog de Victor Martins

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter