Mercado fechará em 1 h 58 min
  • BOVESPA

    108.392,08
    +454,97 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.418,61
    -471,98 (-0,93%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,10
    +1,79 (+2,15%)
     
  • OURO

    1.849,50
    +7,80 (+0,42%)
     
  • BTC-USD

    36.924,03
    +2.582,91 (+7,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    839,09
    +18,50 (+2,25%)
     
  • S&P500

    4.312,57
    -97,56 (-2,21%)
     
  • DOW JONES

    33.884,83
    -479,67 (-1,40%)
     
  • FTSE

    7.371,46
    +74,31 (+1,02%)
     
  • HANG SENG

    24.243,61
    -412,85 (-1,67%)
     
  • NIKKEI

    27.131,34
    -457,03 (-1,66%)
     
  • NASDAQ

    14.085,25
    -415,75 (-2,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1830
    -0,0457 (-0,73%)
     

MediaTek lidera mercado de chips para celular em 2021, e Qualcomm manda no 5G

·2 min de leitura

A Counterpoint Research divulgou uma análise das remessas de chipsets de smartphones no terceiro trimestre de 2021. Os dados mostram que, no período entre julho e setembro, a MediaTek aumentou a vantagem na liderança em relação à rival Qualcomm.

A fabricante taiwanesa se manteve na liderança devido à alta demanda por componentes com tecnologia 4G. Assim, a marca passou a ter 40% de participação no mercado de processadores móveis, enquanto a Qualcomm deteve 27% de market share, ficando na segunda colocação.

A Apple aparece em terceiro lugar no ranking ao atingir 15% de participação. Um resultado que não deve se repetir no fechamento do trimestre atual, visto que a Maçã foi bem afetada pela escassez de componentes nos últimos meses de 2021.

Quadro da participação no mercado global de chips no terceiro trimestre de 2020 e 2021 (Imagem: Reprodução/Counterpoint Research)
Quadro da participação no mercado global de chips no terceiro trimestre de 2020 e 2021 (Imagem: Reprodução/Counterpoint Research)

Crescimento da Unisoc

A análise da Counterpoint Research também revela o grande avanço da Unisoc no terceiro trimestre de 2021. Com 10% de participação no mercado geral de chips mobile, a empresa chinesa assumiu o quarto lugar e ultrapassou a sul-coreana Samsung (5%).

O crescimento por três trimestres consecutivos está atrelado a parcerias com importantes fabricantes, como Realme, Motorola e até mesmo a Samsung. Além disso, a empresa se tornou fornecedora da Honor, marca que usava a plataforma HiSilicon da Huawei.

Em sexto lugar com apenas 2%, a HiSilicon ainda sofre com as sanções comerciais impostas pelos EUA. A Huawei teve dificuldades para produzir novos chips Kirin no trimestre analisado, o que a forçou a usar processadores 4G da Qualcomm nos próximos lançamentos.

Quadro da participação no mercado global de processadores 5G no terceiro trimestre de 2020 e 2021 (Imagem: Reprodução/Counterpoint Research)
Quadro da participação no mercado global de processadores 5G no terceiro trimestre de 2020 e 2021 (Imagem: Reprodução/Counterpoint Research)

Qualcomm segue líder da categoria 5G

Na categoria 5G, a Qualcomm se mantém líder mesmo com os problemas nas cadeias de suprimentos. A companhia norte-americana já domina 65% do mercado, incluindo os números da série Snapdragon 800 e forte avanço nas faixas intermediárias.

Essa expansão também está relacionada à chegada da linha iPhone 13 da Apple no final de setembro. No caso, a Qualcomm é a principal fornecedora dos modems 5G que fazem parte do hardware do smartphone da Maçã.

Panorama geral do mercado de processadores móveis

Por fim, a análise da Counterpoint Research indica que as remessas globais de chips para celular tiveram um crescimento anual de 6% no terceiro trimestre de 2021. Para mais, as remessas de componentes para dispositivos 5G quase dobrou em comparação ao mesmo período em 2020.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos