Mercado fechará em 1 h 3 min
  • BOVESPA

    121.751,57
    +1.045,66 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.273,13
    +443,82 (+0,91%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,33
    +1,51 (+2,37%)
     
  • OURO

    1.841,20
    +17,20 (+0,94%)
     
  • BTC-USD

    50.469,89
    +2.618,88 (+5,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.415,39
    +56,82 (+4,18%)
     
  • S&P500

    4.181,30
    +68,80 (+1,67%)
     
  • DOW JONES

    34.433,56
    +412,11 (+1,21%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.406,50
    +306,25 (+2,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3978
    -0,0147 (-0,23%)
     

Mediatek irá manter liderança no mercado de processadores em 2021, diz Counterpoint

Ronnie Mancuzo
·2 minuto de leitura
Mediatek irá manter liderança no mercado de processadores em 2021, diz Counterpoint
Mediatek irá manter liderança no mercado de processadores em 2021, diz Counterpoint

As fabricantes de processadores Mediatek e Qualcomm continuarão na liderança global desse mercado, de acordo com análises trazidas pela Counterpoint Research. Segundo a empresa especializada em pesquisas de negócios, a fabricante de Taiwan terá em suas mãos 37% do total de SoCs para smartphones produzidos no planeta.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

No resultado estimado pela Counterpoint, a americana Qualcomm estaria seguindo a líder MediaTek com 30% do mercado de processadores. As expectativas para o calendário 2021 são de que a empresa na segunda colocação ainda sofra desvantagens devido aos problemas de fornecimento de RFICs (circuitos integrados de radiofrequência) da fábrica da Samsung em Austin, no Texas. Além disso, os processos em tecnologia de 5nm da Qualcomm não estão alcançando um rendimento muito alto.

Processadores 5G no segundo semestre de 2021

Entretanto, para o mercado 5G, a fabricante do SoC Snapdragon 888 tem se consolidado e, nas impressões trazidas por Dale Gai, o segundo semestre deste ano poderá ser palco de uma considerável recuperação da Qualcomm. Nas palavras do diretor de pesquisas da Counterpoint, “os nós de ponta, incluindo 7nm, 6nm e 5nm, serão responsáveis ​​por quase metade do volume de remessa de smartphones em 2021. Esses nós líderes são principalmente para modelos de smartphone 5G, pois os nós avançados (por exemplo, 11nm, 12nm e 14nm da TSMC e Samsung) servirão os principais chipsets 4G LTE em 2021”. A percepção de mercado da Counterpoint indica que quase 9 em cada 10 smartphones com tecnologia 5G serão alimentados por um processador da Qualcomm, da Apple ou da líder Mediatek, superando outros concorrentes como a Samsung e seus chips Exynos.

Gai também aponta que a adoção de medidas importantes tomadas pela Qualcomm, buscando melhorias no fornecimento de PMICs (circuitos integrados de gerenciamento de energia) e RFICs, deverão aliviar alguns de seus problemas. Aparentemente, quem está sofrendo mais no atual momento do mercado é a chinesa HiSilicon, que não estará mais entre as cinco principais fabricantes, sendo substituída pela também chinesa Unisoc e seus chipsets de preço acessível.

Parv Sharma, afirma que a MediaTek, alavancando a parceria em semicondutores com a conterrânea TSMC e seu portfólio 5G acessível, está bem posicionada para quase dobrar sua participação de mercado no segmento de processadores para smartphones 5G. Juntas, de acordo com o analista da Counterpoint, a líder MediaTek e a Qualcomm ocupam quase dois terços da demanda do mercado 5G de processadores para smartphones, porém, a diferença entre as duas diminuiu.

Via GSMArena

Imagem: MasterTux/Pixabay/CC