Mercado abrirá em 9 h 31 min

MC Livinho responde acusações de racismo e dispara: "Foi um negócio sujo"

Redação Vida e Estilo
·1 minuto de leitura

Em uma série de stories publicados na madrugada desta quarta-feira (13), MC Livinho voltou a negar as acusações de racismo que recebeu em 2017. Na época, o funkeiro foi acusado pela dançarina Raielli Leon de ter feito um comentário racista durante a gravação de um clipe, colocando um celular e um anel em seu cabelo crespo e acusando-a de roubar os objetos.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Livinho não negou as acusações de Raielli, mas disse que tudo se tratou de uma brincadeira mal interpretada por ela. “No dia da gravação do clipe, eu fui e quis saber como era o casting, porque sou muito detalhista. Eu vi que o casting tava todo branco, e queria equilibrar. Aí no dia aconteceu toda essa parada, pedi desculpa quando a pessoa se sentiu mal. Mas eu não tenho poder de fala né, daí tiveram uma impressão minha... foi um bagulho sujo, colocou várias palavras que não existiu; A brincadeira teve sim, mas é isso”, explicou o MC.

Leia também

O funkeiro também disse que não faz sentido ser acusado de racismo, já que todas as suas referências culturais são de pessoas negras. “Já sofri racismo na infância, e olha que nem sou preto no padrão. Mas já sofri. É até chato falar disso. E assim, mãe preta, todas as minhas referências de cultura, os caras mais monstro, todos são pretos. Não tem sentido nenhum essa acusação”.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube