Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.716,00
    -2.354,48 (-2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.395,94
    -928,98 (-2,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,43
    -4,06 (-4,86%)
     
  • OURO

    1.651,70
    -29,40 (-1,75%)
     
  • BTC-USD

    19.064,67
    -78,63 (-0,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    434,61
    -9,92 (-2,23%)
     
  • S&P500

    3.693,23
    -64,76 (-1,72%)
     
  • DOW JONES

    29.590,41
    -486,27 (-1,62%)
     
  • FTSE

    7.018,60
    -140,92 (-1,97%)
     
  • HANG SENG

    17.933,27
    -214,68 (-1,18%)
     
  • NIKKEI

    27.153,83
    -159,30 (-0,58%)
     
  • NASDAQ

    11.388,00
    -177,50 (-1,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0976
    +0,0649 (+1,29%)
     

McDonald's se prepara para reabrir restaurantes na Ucrânia

Plano de reabertura do McDonald's abrange o oeste do país
Plano de reabertura do McDonald's abrange o oeste do país (Photo by Joe Raedle/Getty Images)
  • Plano de reabertura abrange, inicialmente, o oeste do país

  • Mc Donald's frisou que a reabertura foi incentivada principalmente pelos funcionários

  • Rede fechou restaurantes na Ucrânia logo após a invasão do país pela Rússia, no entanto, seguiu pagando os salários dos 10 mil colaboradores

O McDonald's anunciou que reabrirá alguns restaurantes na Ucrânia pela primeira vez desde o início da guerra. O plano de reabertura abrange o oeste do país e a decisão tomada depois de a rede de fast food vender 850 restaurantes na Rússia.

A rede fechou todos os seus restaurantes na Ucrânia logo após a invasão do país pela Rússia, no entanto, seguiu pagando os salários dos 10 mil colaboradores. Em publicação no Instagram, o Mc Donald's frisou que a reabertura foi incentivada principalmente pelos funcionários, que "expressaram um forte desejo de voltar a trabalhar".

Em nota divulgada no site da empresa, o chefe dos mercados internacionais do McDonald's, Paul Pomroy, reforçou que após "extensa consulta e discussão com autoridades, fornecedores e especialistas em segurança ucranianos, um importante senso de normalidade se fortaleceu" para justificar a decisão.

De acordo com informações da agência Reuters, "apesar de a rede anunciar uma reabertura em fases, a empresa não especificou quantos dos seus 109 restaurantes na Ucrânia irão reabrir aos consumidores, nem quais unidades e serviços serão disponibilizados".

Saída da Rússia

Em maio, o McDonald's, decidiu sair de forma definitiva da Rússia após 30 anos de atividade no país. Após suspender de forma temporária o funcionamento de seus mais de 800 restaurantes, a cadeia de hambúrgueres anunciou que venderá seus negócios no país do leste europeu por causa da guerra na Ucrânia.

“A crise humanitária causada pela guerra na Ucrânia e o ambiente operacional imprevisível precipitado levaram o McDonald’s a concluir que a propriedade contínua do negócio na Rússia não é mais sustentável, nem consistente com os valores da marca”, disse o McDonald's em comunicado.

O primeiro McDonald's no país foi aberto logo após a queda do Muro de Berlim e foi um símbolo poderoso do alívio das tensões da guerra fria entre os Estados Unidos e a União Soviética, que entraria em colapso em 1991.