Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.184,39
    +184,96 (+0,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

McDonald's pagará multa milionária para encerrar processo por fraude

McDonald’s: Depois dos Estados Unidos, a França é o segundo maior mercado mundial da rede de fast food, que conta com quase 1.500 estabelecimentos em seu território.
McDonald’s: Depois dos Estados Unidos, a França é o segundo maior mercado mundial da rede de fast food, que conta com quase 1.500 estabelecimentos em seu território.

O McDonald’s concordou em pagar aproximadamente 1,3 milhão de euros à justiça da França para encerrar um processo por suposta fraude fiscal que remonta à última década. O valor corresponde a multas e pagamento de impostos atrasados ​​entre 2009 e 2020.

Segundo informações da Agence France Press (AFP), o presidente do Tribunal Judicial de Paris, Stéphane Noël, aprovou em audiência o pagamento de uma multa de 508 milhões de euros. Somam-se a isso outros 737 milhões que o McDonald's também concordou em pagar ao tesouro francês para liquidar seu imposto corporativo evadido.

O acordo é fruto da chamada Convenção Judicial de Interesse Público (CJIP), procedimento criado na França em 2016 por meio da lei de transparência e combate à corrupção. Através da CJIP, o Ministério Público propõe a uma pessoa jurídica que foi acusada de corrupção ou fraude a possibilidade do pagamento de uma multa em troca da suspensão do processo judicial.

Ainda segundo a AFP, a Procuradoria Financeira Nacional da França abriu uma investigação preliminar contra a gigante norte-americana de fast food em janeiro de 2016, após uma queixa apresentada pelo Quest Parisien, o conselho de trabalhadores do McDonald's. A acusação apontava que o Mc Donald’s teria reduzido artificialmente seus lucros a partir de 2009, ao pagar royalties pela exploração da marca à sua matriz europeia com sede em Luxemburgo.

Após a decisão judicial, o McDonald's divulgou um comunicado declarando que se trata de um acordo que "encerra um litígio fiscal e uma investigação fiscal sem admitir culpa".

Depois dos Estados Unidos, a França é o segundo maior mercado mundial da rede de fast food, que conta com quase 1.500 estabelecimentos em seu território.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos