Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.068,55
    -1.120,02 (-1,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.725,96
    -294,69 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,40
    -1,85 (-2,49%)
     
  • OURO

    1.799,00
    +1,00 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    16.855,90
    -128,35 (-0,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    394,86
    -7,18 (-1,79%)
     
  • S&P500

    3.933,92
    -7,34 (-0,19%)
     
  • DOW JONES

    33.597,92
    +1,58 (+0,00%)
     
  • FTSE

    7.489,19
    -32,20 (-0,43%)
     
  • HANG SENG

    18.814,82
    -626,36 (-3,22%)
     
  • NIKKEI

    27.686,40
    -199,47 (-0,72%)
     
  • NASDAQ

    11.498,75
    -67,25 (-0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4664
    -0,0123 (-0,22%)
     

Norte-americanos comem mais no McDonald´s para driblar inflação

McDonald’s continua com força no mercado mesmo com a inflação (Getty Image)
McDonald’s continua com força no mercado mesmo com a inflação (Getty Image)
  • Executivos do McDonald’s dizem que clientes estão recorrendo a fast food;

  • Com inflação em alta, a comida está mais cara nos EUA;

  • Essa não é a primeira vez que a marca resiste em momentos frágeis da economia.

Quanto mais cara a comida maior a propensão das pessoas a buscar por alternativas mais baratas, por mais que sejam menos saudáveis. Nos Estados Unidos, enquanto a inflação avança, os consumidores estão indo cada vez mais no McDonald’s.

Durante o terceiro trimestre, os preços do da rede de restaurantes subiram cerca de 10% ano a ano, em média. Contudo, a marca está ganhando força entre as classes com menor poder de renda, de acordo com uma fala do CEO Ian Borden durante conversa com analistas nesta quinta-feira (27).

“Estamos ganhando participação agora entre os consumidores de baixa renda”, afirmou o executivo. Para atrair a clientela, os restaurantes estão se concentrando nos valores agregados, passando a impressão de que os clientes estão fazendo um bom negócio.

Borden afirmou que o McDonald’s está se “posicionado como a marca líder em termos de custo-benefício e acessibilidade”. O CEO afirmou que os estadunidenses que estão sem dinheiro mudaram compras para refeições com itens de valor agregado.

“Nós nos sentimos muito bem com a proposta de valor do McDonald’s”, falou o CEO Chris Kempczinski durante a conversa. “Isso nos permitiu empurrar alguns desses preços.”

Essa não é a primeira vez que a empresa se destaca em um momento de dificuldade econômica. Historicamente, o McDonald’s já atravessou várias crises no país.

Mesmo assim, no terceiro trimestre, a receita consolidada caiu 5%. A companhia disse que os resultados foram “impactados negativamente pela conversão de moeda estrangeira”.