Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.909,61
    +2.127,46 (+1,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.174,06
    -907,27 (-1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,75
    +0,55 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.763,50
    -0,20 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    16.459,75
    +305,15 (+1,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    389,69
    +0,96 (+0,25%)
     
  • S&P500

    3.957,63
    -6,31 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    33.852,53
    +3,07 (+0,01%)
     
  • FTSE

    7.512,00
    +37,98 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    18.204,68
    +906,74 (+5,24%)
     
  • NIKKEI

    27.899,92
    -127,92 (-0,46%)
     
  • NASDAQ

    11.504,25
    -20,50 (-0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4606
    +0,0040 (+0,07%)
     

Matter quer revolucionar a casa inteligente com uso entre Apple, Amazon e Google

Se você já se aventurou a comprar um dispositivo para casa inteligente — seja uma lâmpada, uma câmera de segurança ou outro produto do gênero — sabe o quanto pode ser complicado pareá-lo com o Wi-Fi e gerenciá-lo entre smartphones e tablets de diferentes marcas e ecossistemas. Para tornar a experiência mais conveniente, o novo padrão Matter chega ao mercado para revolucionar o segmento de smart home, garantindo que todo acessório seja compatível com qualquer fabricante, independente de marca e preço.

Apple já confirmou uso do padrão Matter em dispositivos HomePod, além de integração com HomeKit (Imagem: Reprodução/Apple)
Apple já confirmou uso do padrão Matter em dispositivos HomePod, além de integração com HomeKit (Imagem: Reprodução/Apple)

O objetivo da Connectivity Standards Alliance (CSA, ou Aliança de Padrões de Conectividade em tradução livre), organização responsável pela criação do Matter, é que todo produto inteligente tenha o mesmo método de pareamento e que possa ser reconhecido e controlado por qualquer dispositivo entre diferentes ecossistemas.

Dispositivos com Matter terão configuração padronizada entre marcas e dispositivos, tendo em mente um conjunto consistente de etapas com foco em privacidade e segurança.

Um estudo da Parks Associates afirma que 36% dos consumidores acham difícil conectar um dispositivo inteligente, com passos complicados e desafiadores. E a intensão do Matter é simplificar a vida de todos.

Como será o pareamento com Matter?

Sistema de pareamento com Matter será padronizado entre todas as plataformas (Imagem: Reprodução/Matter)
Sistema de pareamento com Matter será padronizado entre todas as plataformas (Imagem: Reprodução/Matter)

Todo dispositivo Matter terá um código de configuração no aparelho, na embalagem ou no aplicativo. Usuários poderão pareá-lo via código QR, NFC ou código numérico utilizando o software que preferir, seja o que já vem pré-instalado no seu smartphone ou tablet ou o da fabricante do acessório inteligente.

Além disso, algumas plataformas ou aplicativos poderão automatizar o processo de pareamento, detectando o acessório assim que estiver ligado e enviando uma notificação para o celular, tablet ou caixa de som inteligente para dar continuidade com a instalação.

Para maior praticidade, algumas lojas e dispositivos permitirão que um acessório seja vinculado à sua conta na hora da compra para facilitar ainda mais a instalação.

"Seja você um especialista em casa inteligente ou apenas começando, o Matter oferece um fluxo de configuração familiar e consistente para tornar a integração simples, confiável e segura", diz a CSA em um de seus vídeos.

Empresas e acessórios certificados com Matter

Lista de empresas que lançarão dispositivos certificados com Matter (Imagem: Reprodução/Apple)
Lista de empresas que lançarão dispositivos certificados com Matter (Imagem: Reprodução/Apple)

Empresas como Apple, Amazon, Google e Samsung já confirmaram o uso do Matter em seus ecossistemas e fabricantes como Philips, Aqara, TP-Link e Nanoleaf, além de muitas coisas, afirmam que estão desenvolvendo novos dispositivos com suporte ao padrão.

O Google deve liberar uma atualização em breve para oferecer suporte nativo do Matter no Android, e dispositivos Nest também receberão um update em breve com melhor suporte ao padrão.

Dessa forma, em um futuro breve usuários Android poderão controlar uma lâmpada inteligente registrada por usuários de iPhone e vice-versa, utilizando inclusive comandos por voz via Alexa, Google Assistente ou Siri.

Em questões de segurança e privacidade, a CSA garante que todo dispositivo com Matter utiliza conectividade local para melhor controle da casa inteligente, sendo completamente desnecessário a conexão com a nuvem.

A CSA afirma que quase 200 produtos já receberam ou estão em processo de liberação para receber o certificado de uso do Matter. Assim, a venda de acessórios com o novo padrão de conectividade deve acontecer nos próximos meses.

Inicialmente o Matter será suportado por sensores de movimento, termostatos, tomadas, fechaduras e iluminação inteligente. A CSA garante que "novas categorias de dispositivos" são adicionados no futuro, incluindo câmeras de segurança, detectores de fumaça e dióxido de carbono, além de eletroeletrônicos (como geladeira, fogão, forno, microondas, etc.) e "gerenciamento avançado de energia".

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: