Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.175,66
    +1.508,00 (+1,41%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.881,39
    -350,81 (-0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,61
    +1,18 (+1,38%)
     
  • OURO

    1.843,20
    +30,80 (+1,70%)
     
  • BTC-USD

    41.945,80
    +236,57 (+0,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    996,70
    +1,96 (+0,20%)
     
  • S&P500

    4.568,89
    -8,22 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    35.259,44
    -109,03 (-0,31%)
     
  • FTSE

    7.589,66
    +26,11 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    24.127,85
    +15,07 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    27.467,23
    -790,02 (-2,80%)
     
  • NASDAQ

    15.169,25
    -36,75 (-0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1987
    -0,1084 (-1,72%)
     

Matrix Resurrections não é o início de uma nova trilogia, diz produtor

·1 min de leitura

Quem esperava que Matrix Resurrections seria o início de uma nova trilogia já pode tomar a pílula vermelha e voltar para a realidade. Apesar de o novo filme retomar eventos e discussões dos longas anteriores, a Warner Bros já deixou claro que não há planos de dar continuidade a essa história.

Em entrevista ao Collider, o produtor James McTeigue descartou a possibilidade de novas sequências. Segundo ele, no momento, não há qualquer continuação ou mesmo prequels em mente e que o único retorno à Matrix é mesmo no filme que acabou de chegar aos cinemas.

Apesar da deixa apresentada no final do longa, ainda não há planos para revisitar Matrix depois de Resurrections (Imagem: Divulgação/Warner Bros)
Apesar da deixa apresentada no final do longa, ainda não há planos para revisitar Matrix depois de Resurrections (Imagem: Divulgação/Warner Bros)

Tanto que ele descarta inclusive a possibilidade de uma nova trilogia, como alguns fãs chegaram a cogitar — até porque Resurrections termina dando espaço para que isso aconteça. Na trama, é revelado que se passaram 60 anos entre Matrix Revolutions e o novo filme e esse período poderia ser muito bem explorado.

Contudo, McTeigue diz que a intenção é que essa lacuna de seis décadas seja preenchida pelo próprio público, imaginando o que aconteceu no período em que Neo (Keanu Reeves) foi reintegrado à Matrix. Para ele, é justamente essa liberdade para a interpretação da audiência que funciona tão bem em Matrix Resurrections.

E por mais que o filme acabe com a promessa de uma nova revolução dentro daquela realidade artificial, mostrar como isso vai acontecer não está nos planos do estúdio — pelo menos por enquanto.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos