Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,17 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,14 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,23
    -2,65 (-3,49%)
     
  • OURO

    1.877,70
    -53,10 (-2,75%)
     
  • BTC-USD

    23.474,26
    -3,35 (-0,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    535,42
    -1,43 (-0,27%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,93 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.616,50
    -230,25 (-1,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5385
    +0,0488 (+0,89%)
     

6 maiores tendências de tecnologia para 2023

A pandemia de covid-19 acelerou muitas mudanças no mercado, no geral, mas principalmente no que diz respeito aos avanços tecnológicos. Uma pesquisa da Sambatech revela que 45,7% das empresas nacionais estão implementando soluções relacionadas à transformação digital. Os dados indicam que, em 2023, boa parte das marcas estarão mais atentas às novidades do mercado tecnológico e seus desdobramentos.

Para Alexandre Tibechrani, General Manager Americas da edtech Ironhack, as jornadas digitais serão determinantes para uma empresa estabelecer sua posição no mercado. “As organizações que conseguirem utilizar ferramentas tecnológicas a seu favor, aumentando a produtividade e desenvolvendo a comunicação entre a sua rede de colaboradores e clientes, já entrarão no novo ano com vantagens significativas”, diz.

Diante deste cenário, o especialista listou quais serão os recursos de maior destaque no segmento tech neste ano. Confira as principais tendências de tecnologia para 2023, a seguir;

6 principais tendências de tecnologia para 2023

Com o home office e o modelo híbrido, o ambiente virtual se torna uma possibilidade de interação para reuniões mais produtivas e eficientes. (Imagem: Reprodução/Freepik)
Com o home office e o modelo híbrido, o ambiente virtual se torna uma possibilidade de interação para reuniões mais produtivas e eficientes. (Imagem: Reprodução/Freepik)

1. Inteligência Artificial (IA)

O uso da Inteligência Artificial (IA) e do machine learning passará de atividades simples para a tomada de decisões estratégicas. Segundo Tibechrani, essas ferramentas, inicialmente, eram utilizadas para filtrar e-mails ou executar tarefas rotineiras. No entanto, ao receberem maior potência computacional, estes recursos passaram a analisar e fornecer informações muito mais arrojadas, "abrindo espaço para uma atuação focada na inovação".

2. Metaverso

O ambiente virtual traz novas maneiras de interação, principalmente com a concretização do home office e do sistema híbrido. Além disso, com o crescimento de segmentos relacionados à experiência do usuário, muitas marcas estão buscando maneiras de associá-los a ferramentas de realidade virtual e aumentada. Para o especialista, há uma tendência dos gestores verem o metaverso como uma oportunidade de aumentar o engajamento com suas equipes com reuniões mais produtivas e canais de comunicação mais eficientes.

3. Wireless com novas funções

A tecnologia wireless deixou de ser apenas uma facilitadora da comunicação, principalmente com a chegada da conexão 5G. Tibechrani aponta uma tendência entre todos os setores de tornar serviços menos burocráticos, podendo ser oferecidos por meio do acesso rápido ao meio digital. "Nesse sentido, soluções de wireless ajudam as organizações com produtos mais conectados e facilmente controláveis, poupando uma série de custos e etapas desnecessárias", ressalta.

4. Desenvolvedores front e back-end

O crescimento do e-commerce demanda por aplicativos mais completos e robustos. Os clientes estão cada vez mais buscando por sites e aplicativos mais personalizados que ofereçam uma experiência dinâmica. Dessa maneira, cresce o número de corporações em busca de profissionais que possuem as habilidades necessárias para estruturar essas plataformas, como programadores com conhecimento em front-end e back-end.

5. Plataformas de nuvem

Segundo uma pesquisa da Gartner, empresa global de dados e análises, revela que, em 2027, 50% das empresas usarão plataformas de nuvem para potencializar suas atividades no mercado. Dessa maneira, a busca por essas ferramentas só deve crescer. “São formatos eficazes em integrar uma imensidão de conteúdos online de maneira simples e ágil, o que facilita as funções de praticamente todas as áreas de uma companhia”, pontua Tibechrani.

6. Sustentabilidade e análise de dados

Segundo Alexandre Tibechrani, não foi à toa que o uso inteligente de dados se espalhou para segmentos do agronegócio e energia. Profissionais que possuem conhecimentos em Data Analytics são muito requisitados para organizarem informações digitais visando impulsionar as soluções com menos impactos negativos ao meio ambiente e custos operacionais. A agenda sustentável é prioridade para governos e líderes mundiais, sendo uma forte tendência para 2023.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: