Mercado fechará em 5 h 43 min

Massacre no Jacarezinho: Veja imagens da comunidade após operação policial

·1 minuto de leitura

RIO — Vinte e oito mortos, incluindo um policial civil. Este é, até o momento, o saldo da operação policial no Jacarezinho, Zona Norte da Cidade, considerada a mais letal do Rio. Além das vítimas, a ação deixou um cenário de destruição, nas ruas e nas casas da comunidade, e é alvo de denúncias de abusos e execuções, além de protestos dos moradores.

Uma das histórias que embasam as denúncias é a morte de um homem na frente de uma criança de 9 anos: baleado e em fuga, ele tentou se esconder na residência, deitando na cama da criança e se cobrindo. Logo depois, chegou um policial armado. Três tiros teriam sido disparados em seguida. A href="https://oglobo.globo.com/rio/2272-massacre-do-jacarezinho-menina-de-nove-anos-nao-voltou-ao-seu-quarto-apos-homem-ser-morto-em-sua-cama-25008847">menina ainda não voltou ao seu quarto.

A operação, iniciada às 5h50 de quinta-feira e que durou cerca de nove horas, teve repercussão nacional e internacional. O Supremo Tribunal Federal (STF) e a Organização das Nações Unidas (ONU) exigem investigações independentes e rigososas para apurar a ação dos policiais. A polícia nega as acusações e defende que houve um trabalho técnico.

Confira em imagens as cenas de violência e destruição no Jacarezinho:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos