Mercado abrirá em 8 h 26 min
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,89
    +0,91 (+1,23%)
     
  • OURO

    1.759,40
    +7,70 (+0,44%)
     
  • BTC-USD

    44.047,03
    +2.014,06 (+4,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.099,03
    -4,03 (-0,37%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.259,75
    +67,59 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    30.239,39
    -9,42 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.370,25
    +51,50 (+0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2577
    +0,0021 (+0,03%)
     

Mass Effect 5 pode usar Unreal Engine; veja por que é uma boa ideia

·2 minuto de leitura

O desenvolvimento de Mass Effect 5 está em fase inicial, de modo que a BioWare está cogitando parar de usar o Frostbite, motor gráfico da Electronic Arts, e voltar para o Unreal Engine. A ferramenta da Epic Games foi usada pelo estúdio em jogos anteriores da série e em outras franquias.

A suspeita da troca de software começou quando uma vaga de Technical Director (cargo cuja função é ser responsável pelo sucesso e entrega de um produto) apareceu no site da EA com "experiência com Unreal Engine 4 ou superior é uma vantagem" na parte de requisitos.

Página da vaga de emprego (Imagem: Captura de Tela/Guilherme Sommadossi/Canaltech)
Página da vaga de emprego (Imagem: Captura de Tela/Guilherme Sommadossi/Canaltech)

Jeff Grubb, repórter do GamesBeat, confirmou com fontes próximas que essa vaga é para as tecnologias do novo Mass Effect, e isso "inclui potencialmente substituir o motor Frostbite interno da EA pelo Unreal". Ao que parece, a desenvolvedora não está conseguindo se adaptar e acredita que a ferramenta própria ficará obsoleta em pouco tempo.

O barato que sai caro para a EA

O Frostbite foi criado pela DICE para os jogos da franquia Battlefield, em 2008. Além do FPS, jogos de séries como FIFA, Need for Speed e Star Wars usam a engine prioritária, mas a BioWare não se deu bem com ele. O primeiro uso foi com Dragon Age: Inquisition, e posteriormente com Anthem e Mass Effect: Andromeda.

O estúdio canadense enfrentou diversos problemas na hora de se adaptar ao novo motor gráfico, principalmente na ambientação dos jogos. Anthem foi o mais problemático, tendo um lançamento conturbado por bugs e com poucos conteúdos. NPCs do jogo também eram problemáticos e só se moviam quando o jogador se aproximava.

De acordo com reportagem do Kotaku publicada em 2019, por ser uma tecnologia criada inicialmente para ser usada em jogos de tiro, o Frostbite não oferecia todos os recursos necessários para o desenvolvimento de um jogo de mundo aberto. Por isso, os devs da BioWare precisaram produzir recursos na ferramenta enquanto desenvolviam os jogos. Na época, um dos funcionários comparou a situação com "criar os trilhos de um trem em movimento".

Atualmente, a BioWare está trabalhando em Dragon Age 4, que não deve chegar antes de 2023. Considerando a dedicação ao RPG medieval e também os problemas em encontrar o motor gráfico adequado, Mass Effect 5 deve aparecer só em 2025.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos