Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.409,10
    -10,43 (-0,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.695,20
    -511,39 (-0,98%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,22
    -2,43 (-2,87%)
     
  • OURO

    1.797,20
    +3,80 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    58.471,02
    -3.665,41 (-5,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.402,80
    -71,53 (-4,85%)
     
  • S&P500

    4.565,25
    -9,54 (-0,21%)
     
  • DOW JONES

    35.575,62
    -181,26 (-0,51%)
     
  • FTSE

    7.253,27
    -24,35 (-0,33%)
     
  • HANG SENG

    25.628,74
    -409,53 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    29.098,24
    -7,77 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.635,00
    +90,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4580
    +0,0039 (+0,06%)
     

Marvel's Avengers recebe novidade paga e irrita fãs

·2 minuto de leitura

Marvel’s Avengers já não foi bem recebido pelo público no lançamento, em 2020, e agora ganhou uma novidade polêmica: aumento de experiência (XP) que pode ser comprado com dinheiro de verdade. O recurso vai contra à promessa da Crystal Dynamics e da Square Enix de que apenas itens cosméticos poderiam ser comprados com microtransações.

Os boosts são itens consumíveis que aumentam temporariamente a quantidade de XP que o jogador ganha ou a quantidade de recursos que eles coletam. Esse tipo de mecânica é chamada pay-to-win (em tradução livre, pague para ganhar), em que o jogador investe para progredir mais rapidamente.

Em um post oficial, os desenvolvedores explicaram como esses itens funcionarão: “Nós adicionamos uma categoria de Consumíveis no Marketplace, onde você pode comprar Hero’s Catalysts e Fragment Extractors. Você pode comprar um consumível com um dia de duração por 100 créditos, um com três dias de duração por 250 créditos e um com sete dias de duração por 500 créditos.”

Jogadores poderão acelerar seu progresso no game com dinheiro real (Foto: Divulgação/Square Enix)
Jogadores poderão acelerar seu progresso no game com dinheiro real (Foto: Divulgação/Square Enix)

A novidade não agradou parte dos fãs: em um subreddit não-oficial do game, usuários estão reclamando e afirmando que pararão de jogar o game; outros pedem que a Disney, dona da Marvel, interfira na decisão.

Apesar de ser uma prática comum na indústria de games, o problema se agrava ao lembrarmos que o sistema de progressão de Marvel’s Avengers é lento e exige muitas horas de jogo. Em março deste ano, o título recebeu uma atualização que dificultava ainda mais o avanço de nível após o level 25.

Desenvolvedores prometeram que não haveria pay-to-win

Durante a apresentação do game na E3 2019, a gerente sênior de comunidade Meagan Marie disse, aos aplausos do público: “Nossa promessa para comunidade é que não teremos loot boxes aleatórias ou cenários pay-to-win”. Na semana seguinte, o chefe da Crystal Dynamics, Scot Amos, afirmou em entrevista ao GamesIndustry que “em termos de como monetizamos, teremos cosméticos. Sem paywalls (restrições pagas) de jogabilidade”.

Já em setembro de 2020, no mês seguinte ao lançamento do game, uma postagem no blog oficial reforçava: “Nós nos comprometemos que o conteúdo que pode ser comprado com dinheiro real em Vingadores da Marvel serão acréscimos apenas estéticos, o que garantirá que possamos manter o jogo atualizado nos próximos anos”.

Marvel's Avengers foi lançado em agosto de 2020 para PC, PlayStation 4 e Xbox One. O jogo tem versões aprimoradas para PlayStation 5, Xbox Series X e Series S, e recentemente chegou ao catálogo do Xbox Game Pass, serviço por assinatura que custa a partir de R$ 29,99 mensais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos