Mercado fechará em 30 mins
  • BOVESPA

    107.795,87
    -3.643,50 (-3,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.498,00
    -809,71 (-1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,39
    -1,58 (-2,20%)
     
  • OURO

    1.762,70
    +11,30 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    43.063,41
    -4.573,38 (-9,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.068,49
    -65,89 (-5,81%)
     
  • S&P500

    4.324,91
    -108,08 (-2,44%)
     
  • DOW JONES

    33.754,54
    -830,34 (-2,40%)
     
  • FTSE

    6.903,91
    -59,73 (-0,86%)
     
  • HANG SENG

    24.099,14
    -821,62 (-3,30%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    14.833,25
    -492,75 (-3,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2771
    +0,0777 (+1,25%)
     

Marvel rompe com artista brasileiro de HQ do Hulk após desenhos ofensivos

·2 minuto de leitura

A Marvel disse ao site Newsarama que rompeu laços profissionais com o desenhista brasileiro Joe Bennett nesta semana, após a editora ficar sabendo que ele foi o responsável por uma arte produzida em 2017 e considerada uma mensagem politicamente extremista. Até então, Bennett estava confirmado em Timeless, nova revista da Marvel prevista para dezembro.

No dia 2 de setembro, Al Ewing, roteirista que compôs com o brasileiro a equipe criativa de The Immortal Hulk, tuitou sobre a sua descoberta da ilustração de 2017, após vê-la viralizar na internet. Ela mostraria, segundo o autor, "um espadachim de armadura, que acredito ser [o presidente Jair] Bolsonaro por causa dos comentários de Joe, massacrando pessoas pequenas em fuga, com dentes enormes e orelhas de rato. E grandes narizes. Um deles fantasiado de Drácula”.

Os tais ratos da imagem eram antropomorfizados e traziam feições muito parecidas com as dos ex-presidentes Lula, Dilma Rousseff, Michel Temer (o "fantasiado de Drácula") e outros. O espadachim ostentava no peito o brasão de armas do Brasil. A postagem de Bennett já foi apagada, mas a captura de tela acima do desenho mostra o artista dizendo: "Força, meu capitão! O Brasil precisa de ti!"

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ewing chamou a imagem de "propaganda brutal", pediu desculpas aos fãs por não ter debatido sobre isso antes e remeteu que não é a primeira vez que Bennett se meteu em situações "polêmicas".

Em fevereiro deste ano, o artista havia mostrado nas páginas de The Immortal Hulk a estrela de Davi na vitrine de uma loja e um jogo visual que transformou o nome "Joalheria de Cronenberg" em "Judeu de Cronenberg" (em alusão ao diretor David Cronenberg). A interpretação aqui foi a de um trocadilho entre as palavras jewelry (joalheria) e jewer (forma depreciativa de chamar um judeu em inglês). Bennett pediu desculpas na época, assim como a Marvel por "reconhecer totalmente que este erro também se perdeu do nosso lado".

Cena "The Immortal Hulk" teria mensagem cifrada antissemita (Imagem: Reprodução/Marvel)
Cena "The Immortal Hulk" teria mensagem cifrada antissemita (Imagem: Reprodução/Marvel)

Bennett, que trabalhava para a Marvel desde 1994, também fez comentários sobre uma agressão que o jornalista Glenn Greenwald sofreu do brasileiro Augusto Nunes em 2019. De acordo com relatos da época, o quadrinista escreveu em sua conta de Facebook: "Augusto Nunes, seu caboclo foda!! Esse tapa foi meu também! Devia ter dado era um soco!!".

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos