Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.941,68
    +51,80 (+0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.463,55
    +320,55 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    115,07
    +0,98 (+0,86%)
     
  • OURO

    1.857,30
    +3,40 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    28.995,06
    +110,37 (+0,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    625,79
    -3,71 (-0,59%)
     
  • S&P500

    4.158,24
    +100,40 (+2,47%)
     
  • DOW JONES

    33.212,96
    +575,77 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.585,46
    +20,54 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    20.697,36
    +581,16 (+2,89%)
     
  • NIKKEI

    26.781,68
    +176,84 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.717,50
    +438,25 (+3,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0751
    -0,0429 (-0,84%)
     

Marte pode ter tido água líquida por mais tempo do que se pensava

A água parece ter existido em Marte por um período mais longo do que se pensava até então. A conclusão vem de uma análise realizada por pesquisadores da Academia Chinesa de Ciências e da Universidade de Copenhague, que trabalharam com dados do rover Zhurong para descobrir o que eles diziam sobre o gelo em minerais hidratados.

O rover Zhurong está explorando Utopia Planitia há cerca de um ano, e vem usando seus espectrômetros para analisar rochas e uma câmera para fotografá-las. Para o estudo, os pesquisadores analisaram os dados coletados pelos instrumentos do rover para estudar minerais de Marte e, assim, determinar a quantidade de água que poderia ter existido por lá há milhões de anos.

Ao analisar dados e rochas de minerais na superfície de Marte, cientistas encontraram evidências de água líquida no planeta por mais tempo do que se pensava (Imagem: Reprodução/China National Space Administration)
Ao analisar dados e rochas de minerais na superfície de Marte, cientistas encontraram evidências de água líquida no planeta por mais tempo do que se pensava (Imagem: Reprodução/China National Space Administration)

Eles descobriram camadas rígidas próximas do solo, cuja formação teria exigido grandes quantidades de água vindas de diferentes origens, como a subsuperfície do planeta ou derretimento de vastas quantidades de gelo. Assim, eles sugerem que a presença dos minerais hidratados na superfície do Planeta Vermelho significa que a água existiu em Marte por mais tempo do que se pensava.

Estudos anteriores sugeriam que partes do planeta eram cobertas por água até cerca de 3 bilhões de anos atrás. Mas as evidências encontradas em Utopia Planitia mostram que a água existia em estado líquido durante o período Amazoniano, a época geológica mais recente do planeta. Até então, os cientistas consideravam que este período, ocorrido há cerca de 700 milhões de anos, era frio e seco, de modo que qualquer "atividade" envolvendo a água líquida por lá seria extremamente limitada.

Integrante da missão chinesa Tianwen-1, o rover Zhurong pousou em Marte no início do ano passado e já percorreu mais de 1,5 km na superfície marciana. Entre os objetivos principais da missão está a busca por sinais de água, gelo e vida no planeta.

O artigo com os resultados do estudo foi publicado na revista Science Advances.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos