Mercado fechará em 6 h 42 min
  • BOVESPA

    117.525,28
    -35,55 (-0,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.326,68
    +480,85 (+1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,25
    +0,80 (+0,90%)
     
  • OURO

    1.704,60
    -16,20 (-0,94%)
     
  • BTC-USD

    19.635,41
    -505,93 (-2,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    447,05
    -16,08 (-3,47%)
     
  • S&P500

    3.744,52
    -38,76 (-1,02%)
     
  • DOW JONES

    29.926,94
    -346,93 (-1,15%)
     
  • FTSE

    6.984,53
    -12,74 (-0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.740,05
    -272,10 (-1,51%)
     
  • NIKKEI

    27.116,11
    -195,19 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    11.332,00
    -209,75 (-1,82%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0976
    -0,0159 (-0,31%)
     

Mark Zuckerberg perdeu US$ 70 bilhões de seu patrimônio em 2022

Mark Zuckerberg perdeu US$ 70 bilhões de seu patrimônio em 2022
Mark Zuckerberg perdeu US$ 70 bilhões de seu patrimônio em 2022

O CEO da Meta, Mark Zuckerberg, perdeu US $70 bilhões de seu patrimônio neste ano. Atualmente o criador do Facebook está em 20º no ranking de pessoas mais ricas do mundo da Bloomberg.

Segundo o ranking, no início do ano Zuckerberg tinha US$ 125 bilhões de patrimônio, hoje o CEO da Meta registra “apenas” US$ 55,3 bilhões, o que representa uma queda de 55%.

Zuckerberg está bem atrás de Elon Musk, o primeiro colocado no ranking com US$ 268 bilhões. Confira abaixo as oscilações do ranking global de bilionários.

(Imagem: Reprodução/ Bloomberg)
(Imagem: Reprodução/ Bloomberg)

Leia mais:

A queda de patrimônio de Zuckerberg vem após a decisão da Meta em investir no metaverso. Em abril a empresa disse que já havia gastado aproximadamente US$ 10 bilhões em investimentos na área e 10.000 pessoas estavam trabalhando no ambiente virtual.

Em fevereiro a Meta anunciou que o Facebook perdeu usuários ativos diários pela primeira vez em sua história. No último trimestre de 2021, a rede social contava com 1,929 bilhão de usuários, contra 1,930 bilhões do terceiro trimestre do mesmo ano, o que significa uma perda de aproximadamente um milhão de usuários por dia.

Na última semana a Meta registrou uma queda de 14% das ações. Nesse ano a empresa totaliza uma queda de 61% das ações.

Via Insider e Bloomberg

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!