Mercado fechado

Marisa avalia parceria para vender cosméticos nas lojas

Alexandre Melo

Um projeto piloto foi iniciado no segundo trimestre de 2018 A Marisa Lojas estuda o formato ideal para expandir a operação de venda de perfumes e cosméticos nos pontos de venda. Um projeto piloto foi iniciado no segundo trimestre de 2018, concomitantemente com a venda de smartphones.

Divulgação

Marcelo Pimentel, presidente da Marisa Lojas, disse que a categoria de cosméticos está presente em 40 lojas e tem resultados promissores. Entre as varejistas de moda, a Renner é a que vende estes itens nas lojas e no site há mais tempo, que está entre os maiores vendedores de perfumes importados do país.

“Estas parcerias também permitem tirar proveito do Cartão Marisa. Estamos avaliando três pilotos: operação interna, outra monomarca com especialista e a terceira multimarca com um terceiro. Ainda não tomamos a decisão final”, afirmou Pimentel.

O executivo comentou que no momento o formato mais interessante é o multimarca porque permite aos clientes escolherem os produtos que mais lhe agradam. A perspectiva é definir o modelo de operação até o segundo semestre de 2020. Na semana passada, 216 lojas passaram a vender perfumes na Marisa Lojas em área próxima aos caixas.

Pimentel afirmou que este será o primeiro ano da retomada da Marisa, após um período de quatro anos. Hoje, a Marisa e Magazine Luiza inauguraram cinco quiosques para venda de smartphones. "Não faria sentido internalizar a venda destes produtos porque tiraria o foco do time de fazer [a venda de] moda de forma bem feita”, afirmou o presidente da rede de vestuário.

Os executivos das varejistas não detalharam como será a forma de remuneração na parceria para a venda de smartphones e acessórios. O Magazine Luiza será responsável por toda esta operação, desde o estoque até a contratação e treinamento de funcionários.

Em maio de 2017, a Riachuelo também começou a vender maquiagem, produtos para pele e fragrâncias dentro de seus pontos de venda. Desde maio, a C&A inaugurou espaços para vender estes itens em shoppings Interlagos, Center Norte, Aricanduva e Ibirapuera. No fim outubro, a varejista fez parceria com a Sephora, rede de produtos de beleza controlada pelo conglomerado francês LVMH, para abrir um quiosque na unidade do Iguatemi São Paulo. A expansão ainda está sendo avaliada.

Ainda em maio deste ano, a Pernambucanas também assinou um contrato com a Avon Brasil para a instalação de quiosques que também possibilita aos clientes adquirirem outros produtos do catálogo da empresa de vendas diretas. Este mês, a rede também fechou parceria com a Jequiti Cosméticos, do Grupo Silvio Santos.