Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,34
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.775,30
    -8,10 (-0,45%)
     
  • BTC-USD

    34.814,87
    +1.621,69 (+4,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    836,33
    +49,71 (+6,32%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    28.882,46
    +65,39 (+0,23%)
     
  • NIKKEI

    28.875,23
    +0,34 (+0,00%)
     
  • NASDAQ

    14.355,50
    +92,50 (+0,65%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8542
    -0,0743 (-1,25%)
     

Marinho esclarece: bandeira da Colômbia e nome 'Marito' são movimento de apoio à população do país

·1 minuto de leitura

O atacante Marinho fez mudanças que chamaram a atenção dos internautas em seu perfil no Instagram. O atacante apareceu com a bandeira da Colômbia em seu perfil e o nome "Marito", o que levantou teorias sobre a mudança.

O movimento levantou discussões. Enquanto alguns torcedores interpretaram como uma possível reação bem-humorada à sua não inclusão na convocação da seleção brasileira para os jogos contra Paraguai e Equador, pelas eliminatórias para a Copa do Mundo. Outros creditaram as mudanças a um suposto apoio aos protestos do povo colombiano contra a reforma tributária, que vem gerando violentos conflitos com a polícia em diversos pontos do país.

Durante a tarde, o jogador esclareceu as dúvidas: trata-se, de fato, de um movimento de apoio aos colombianos. "Da minha postagem, empatia e solidariedade com as vítimas", postou o jogador. Mais de 40 pessoas já morreram nos conflitos.

"Um país que vive uma guerra, um povo sofrendo e cansado de aceitar calado o que o governo quer! Não existe direita nem esquerda. O povo cansou de ser trouxa e todos vivendo uma guerra porque ninguém aguenta mais viver refém. Da minha postagem, empatia e solidariedade com as vítimas de lá. Assim como vivemos reféns aqui no Brasil por brigas políticas e gente morrendo com essa Covid. E as vacinas?".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos