Mercado abrirá em 3 h 16 min

Marilia Mendonça diz que paixão pelo sertanejo começou "no primeiro chifre"

Giselle de Almeida
·2 minutos de leitura
Marilia Mendonça no "Altas Horas". Foto: reprodução/TV Globo
Marilia Mendonça no "Altas Horas". Foto: reprodução/TV Globo

Um dos nomes mais bombados do sertanejo atualmente, Marilia Mendonça nem sempre curtiu o gênero musical. Em casa, o pai ouvia samba e a mãe, rock. Fã de Pitty e de NX Zero - tanto que a primeira canção que aprendeu a tocar no violão foi da banda emo - a cantora revelou no “Altas Horas” que se rendeu ao estilo que a tornou conhecida quando teve seu coração partido pela primeira vez.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“Falo que, no primeiro chifre que levei na minha vida, comecei a ouvir e nunca mais parei. E, além de ouvir e ser fã, virei compositora de sertaneja e fui intitulada a Rainha da Sofrência. Tem condição um negócio desse? É destino mesmo”, contou Marilia, no programa exibido no último sábado (10).

Leia também:

O tema da traição, segundo a cantora, sempre foi muito presente em sua vida. Por isso mesmo, acabou se tornando inspiração para suas criações musicais.

“Vi muitas pessoas traírem, vi muitas pessoas sendo traídas. Já fui traída. Pra mim foi uma coisa natural, vi dentro da minha casa, vi minha mãe sendo traída. Foi um sofrimento muito grande pra mim, traumático, inclusive. E hoje é falado mais a questão da traição do que antigamente [no sertanejo]”, lembrou.

Falar do assunto era uma maneira de buscar identificação. “Sempre fui uma mulher muito livre, na questão de relacionamento, sempre me impus bastante. Nunca fui uma mulher romântica, que sonha com príncipe, até porque passei muito por isso da traição. Eu acho que não só eu, mas várias mulheres pensam da mesma forma e querem suas histórias reais contadas”, argumentou.

Na conversa com Serginho Groisman, Marilia também comentou como tem sido o período de isolamento social ao lado do filho, Léo, fruto do relacionamento com o cantor Murilo Huff.

“Está sendo maravilhoso ficar mais tempo com ele. Estou conseguindo tirar um momento bom de tudo isso. Tenho visto todas as evoluções dele, e as coisas acontecem de uma hora para outra. Chorei tanto quando ele começou a engatinhar. Quando chegar a vacina, se Deus quiser, já vou querer levá-lo nas viagens e nos shows”, afirmou.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube