Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,34
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.774,40
    -9,00 (-0,50%)
     
  • BTC-USD

    34.846,54
    +1.886,31 (+5,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    837,99
    +51,37 (+6,53%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    28.882,46
    +65,39 (+0,23%)
     
  • NIKKEI

    28.875,23
    +0,34 (+0,00%)
     
  • NASDAQ

    14.356,75
    +93,75 (+0,66%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8590
    -0,0695 (-1,17%)
     

Mariana Becker fala sobre 'climão' com Alonso e Mazepin: 'Raro acontecer algo do tipo'

·2 minuto de leitura


Em conversa com o portal UOL, a repórter da Band Mariana Becker falou sobre os "climões" que teve com os pilotos de Fórmula 1 Fernando Alonso, da Alpine, e Nikita Mazepin, da Haas. Em duas semanas seguidas, a jornalista teve que cortar as entrevistas com os pilotos após grosserias. Becker brincou com o caso mas ressaltou que não irá aceitar este tipo de comportamento.

> Confira as classificações atualizadas dos campeonatos estaduais e simule os resultados do seu time!

- É comum um piloto sair de cabeça quente, mas não acho que tenha que me acostumar com alguém me tratando mal. E realmente foi muita coincidência acontecer algo parecido em duas semanas seguidas. Eu até brinquei: preciso fazer algum despacho, não é possível - disse a repórter.

- Há anos que eu estou nisso aqui e é tão raro acontecer algo do tipo, eu não me lembro quando foi a última vez. E aí aconteceu ao vivo, justamente uma vez após a outra - acrescentou Mariana Becker. A repórter, que também afirmou estar se sentido mais em casa na nova emissora, ainda relembrou o caso com o jovem piloto russo, Nikita Mazepin.

- Eu não estou mais pensando nisso e nem foi uma coisa direcionada a mim. O Mazepin foi ali, quis dar uma de "engraçadinho" em um momento em que não poderia. Ele estava esperando que eu fosse fazer uma segunda pergunta... Era a primeira vez que o entrevistava, um guri que estava chegando, dei a chance para ele se explicar, assim como eu tinha feito com o Giovinazzi, que tinha se envolvido no incidente - explicou a repórter.

- Fiz exatamente a mesma pergunta para os dois, o Giovinazzi me respondeu. Aí perguntei para o Mazepin, que acabou de chegar na Fórmula 1, e ele dá uma de bobão. Acho que eu não tenho que dar espaço. Na hora que ele quiser responder direito, ele fala - concluiu Mariana Becker.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos