Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.259,49
    -831,59 (-0,64%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.579,10
    -329,08 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,54
    -0,61 (-0,85%)
     
  • OURO

    1.814,70
    -46,70 (-2,51%)
     
  • BTC-USD

    38.635,65
    -1.519,70 (-3,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    961,10
    -31,37 (-3,16%)
     
  • S&P500

    4.223,70
    -22,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.033,67
    -265,66 (-0,77%)
     
  • FTSE

    7.184,95
    +12,47 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    28.436,84
    -201,69 (-0,70%)
     
  • NIKKEI

    29.291,01
    -150,29 (-0,51%)
     
  • NASDAQ

    13.934,25
    -47,00 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0731
    -0,0448 (-0,73%)
     

Marfrig deve ampliar fatia na BRF até 30%, diz fonte

·2 minuto de leitura
Marca da BRF em unidade de Fortaleza

Por Nayara Figueiredo

SÃO PAULO (Reuters) - A Marfrig Global Foods está aumentando sua participação na companhia de alimentos BRF por meio de leilão na B3 e deve ampliar sua fatia recém-adquirida de 24% para até 30%, disse à Reuters uma fonte com conhecimento sobre o assunto nesta quarta-feira.

A informação sobre movimento da Marfrig foi divulgada mais cedo pelo site financeiro Brazil Journal.

Na véspera, as ações da BRF saltaram quase 10% em meio a rumores no mercado de que a Marfrig poderia ampliar sua fatia na processadora de aves e suínos, para diversificar investimentos.

Por volta das 15h, a ação da BRF subia cerca de 4,5%, enquanto a da Marfrig avançava aproximadamente 3%.

O movimento colocaria o comprador muito próximo do limite de 33,33% em que teria para fazer uma oferta pública de aquisição de ações (OPA, na sigla em inglês), de acordo com o estatuto social da BRF.

A Marfrig, gigante do setor de carne bovina e líder global em produção de hambúrgueres, não quis comentar.

A BRF, maior exportadora mundial de aves e que também produz carne suína, também preferiu não comentar.

Embora as ações da BRF tenham disparado cerca de 12% desde a véspera, para uma máxima em 52 semanas, a empresa disse em um comunicado nesta quarta-feira que desconhecia as razões por trás do salto repentino.

Quando a Marfrig surpreendeu o mercado comprando os 24% de participação no mês passado, a empresa disse que estava interessada apenas em uma participação passiva na BRF.

No entanto, o aumento de sua fatia ocorre quase dois anos após negociações anteriores fracassadas de fusão entre as duas empresas.

Juntas, Marfrig e BRF poderiam estar em uma posição melhor para enfrentar a líder do setor JBS SA, embora qualquer união também possa trazer riscos.

(Reportagem adicional de Ana Mano e Tatiana Bautzer)