Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.646,40
    -989,99 (-0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.125,71
    -369,70 (-0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,28
    +0,30 (+0,57%)
     
  • OURO

    1.872,00
    +31,80 (+1,73%)
     
  • BTC-USD

    35.028,53
    +628,55 (+1,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    694,07
    -6,54 (-0,93%)
     
  • S&P500

    3.851,85
    +52,94 (+1,39%)
     
  • DOW JONES

    31.188,38
    +257,86 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.740,39
    +27,44 (+0,41%)
     
  • HANG SENG

    29.962,47
    +320,19 (+1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.523,26
    -110,20 (-0,38%)
     
  • NASDAQ

    13.290,50
    +305,00 (+2,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4067
    -0,0919 (-1,41%)
     

Marcos Felipe aproveita chances no gol do Fluminense e pressiona Muriel e Odair por titularidade

Marcello Neves
·2 minuto de leitura
Fotoarena / Agência O Globo

Substituindo Muriel, que testou positivo para Covid-19, Marcos Felipe teve atuação de destaque no empate sem gols do Fluminense com o Bragantino. Mas estar bem não é novidade para o goleiro em 2020. Neste ano, ele já empatou — e irá superar — a temporada com mais jogos pelo Tricolor na carreira e agora se coloca a disposição para dar um passo além: lutar pela titularidade.

A pressão que Marcos Felipe coloca em Muriel leva dois pontos em conta: além das boas atuações, as falhas recentes de Muriel abrem a discussão. Até mesmo o técnico Odair Hellmann se vê questionado nesta disputa interna, pois foi o responsável por bancar o titular em meio as críticas após a eliminação paa o Atlético-GO, na Copa do Brasil. Mais recentemente, o assunto voltou após a vitória por 2 a 1 diante do Interacional, onde o titular falhou no gol colorado.

Diante do Bragantino, Marcos Felipe se destacou com duas grandes defesas e, apesar de ter algumas situações em que mostrou dificuldade jogando com os pés, conseguiu se virar bem. O site SofaScore, especialista em estatísticas e dados de futebol, deu para o goleiro a maior nota da partida.

Até pouco tempo Marcos Felipe também carregava uma brincadeira interna: o fato de ter ficado 13 jogos invicto pelo Fluminense — a sequência foi quebrada na derrota por 3 a 1 para o São Paulo, neste Campeonato Brasileiro. Ao todo, são nove vitórias e cinco empates e uma derrota pelo Tricolor em jogos oficiais.

Nos números, apesar da amostragem menor, Marcos Felipe vai melhor. São sete gols sofridos nas 12 partidas como profissional, média de 0,58. Em metade dos jogos, o camisa 1 nem sequer tomou gol. E em jogos importantes, como os últimos seis jogos que decidiram a permanência do Fluminense na Série A em 2019, e um clássico como no sábado..

Em 27 jogos em 2020, Muriel, por outro lado, não repete as atuações que lhe transformaram em xodó da torcida na última temporada.