Mercado fechará em 1 h 50 min
  • BOVESPA

    128.212,96
    +155,74 (+0,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.352,58
    +149,78 (+0,30%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,64
    +0,60 (+0,84%)
     
  • OURO

    1.772,90
    -1,90 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    36.349,64
    -1.333,02 (-3,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    897,41
    -42,54 (-4,53%)
     
  • S&P500

    4.184,22
    -37,64 (-0,89%)
     
  • DOW JONES

    33.412,11
    -411,34 (-1,22%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0118
    +0,0493 (+0,83%)
     

Marco Aurélio rejeita recurso da AGU contra decisão que mandou governo realizar Censo 2021

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou nesta terça-feira um recurso da Advocacia Geral da União (AGU) contra a decisão dada por ele que mandou o governo federal realizar o Censo 2021.

A decisão do decano do Supremo sobre o Censo, dada no final de abril, está em julgamento até a próxima sexta-feira pelo plenário virtual – motivo pelo qual Marco Aurélio considerou o recurso da AGU "prejudicado".

"Ante a submissão da decisão a referendo do Colegiado e o início do julgamento, declaro prejudicado o agravo”, disse o ministro no despacho desta terça. Na decisão de abril, o decano argumentou que o cancelamento do Censo viola a Constituição.

Alegando problemas orçamentários e de ordem prática para a execução da pesquisa, a AGU pedia para que a liminar de Marco Aurélio fosse reconsiderada para que o Censo fosse realizado apenas em 2022.

Ontem, o GlLOBO mostrou que em ofício encaminhado ao Supremo, o IBGE traçou três cenários caso a liminar dada por Marco Aurélio seja mantida pelos demais ministros. Nele, o Instituto aponta "aspectos negativos" no cenário de realização da pesquisa este ano.

Para o IBGE, a população ainda não estar plenamente vacinada pode levar a possíveis resistências para receber os recenseadores — um obstáculo para a condução da pesquisa em 2021. Além disso, o órgão cita a chance de a situação da pandemia impedir a realização das provas para o concurso de recreadores em julho.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos