Mercado abrirá em 3 h 16 min
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,69 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,11 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,44
    +1,18 (+1,78%)
     
  • OURO

    1.781,90
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    48.008,63
    -1.550,86 (-3,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.229,44
    -212,32 (-14,73%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,72 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.171,56
    +49,24 (+0,69%)
     
  • HANG SENG

    23.349,38
    -417,31 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    27.927,37
    -102,20 (-0,36%)
     
  • NASDAQ

    15.751,50
    +33,75 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3739
    -0,0214 (-0,33%)
     

Marcelo Freixo aciona MPF para investigar custos da viagem de Eduardo Bolsonaro e família a Dubai

·2 min de leitura

O deputado federal Marcelo Freixo (PSB-RJ) afirmou no Twitter que acionou o Ministério Público Federal para que seja instaurado um inquérito para investigar os custos da viagem do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e de sua família a Dubai, nos Emirados Árabes. Na manhã desta segunda-feira, uma foto do parlamentar vestido de “sheik” em Dubai, ao lado de sua filha e da esposa Heloísa Bolsonaro, provocou uma onda de críticas nas redes sociais.

No documento enviado ao MPF, Freixo cita a reportagem do GLOBO que mostrou que a viagem de integrantes do governo a Dubai para promover o turismo no Brasil teve autorização do Executivo federal para o envio de uma comitiva de de 69 pessoas para feiras e exposições entre setembro e outubro e deve gastar no mínimo R$ 3,6 milhões na cidade. O parlamentar também solicita que seja instaurado procedimento para apurar "responsabilidade civil e penal dos possíveis responsáveis, se for o caso".

“É inaceitável que num momento que milhares de brasileiros tenham que lidar com a fome, o filho do Presidente da República deboche do povo ao aparecer vestido de xeque. Em outras palavras, o filho do Presidente Jair Bolsonaro 'brinca de ser xeque', enquanto os brasileiros precisam 'pegar resto de comida' para se alimentar", diz Freixo na ação, em que também anexou as imagens que viralizaram nas redes.

Parlamentares da oposição acusaram o filho “zero três” do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de debochar da população brasileira ao ostentar a viagem na internet. Já Eduardo, se defendeu das acusações argumentando que não utilizou dinheiro público na viagem. Ele também defendeu os gastos públicos com o grupo do governo que viajou para participar do evento internacional Dubai Expo.

— O MPF precisa investigar se o dinheiro que está pagando o passeio de Eduardo Bolsonaro e sua família a Dubai está saindo do bolso dos brasileiros. Estamos passando por uma crise profunda, temos 20 milhões de pessoas passando fome e o filho do presidente, que é deputado federal, está junto com a comitiva do governo. Qual o motivo? Quem está pagando a conta? Isso precisa ser esclarecido — afirmou Marcelo Freixo ao GLOBO.

A viagem de integrantes do governo a Dubai para promover o turismo no Brasil já foi definida pelo secretário de Pesca, Jorge Seif, como um “trabalho-passeio”, “top demais”. A comitiva tem 69 pessoas, e chegou a ter a quantidade de pessoas questionada internamente pela área técnica de alguns ministérios. Para a Assembleia Geral da ONU em setembro, por exemplo, foram enviadas 45 pessoas a Nova York.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos