Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.197,82
    +967,70 (+0,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.845,83
    -200,75 (-0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,09
    +0,33 (+0,38%)
     
  • OURO

    1.724,80
    +4,00 (+0,23%)
     
  • BTC-USD

    20.112,93
    -166,33 (-0,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    456,09
    -2,31 (-0,50%)
     
  • S&P500

    3.783,28
    -7,65 (-0,20%)
     
  • DOW JONES

    30.273,87
    -42,45 (-0,14%)
     
  • FTSE

    7.052,62
    -33,84 (-0,48%)
     
  • HANG SENG

    18.087,97
    +1.008,46 (+5,90%)
     
  • NIKKEI

    27.120,53
    +128,32 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.632,00
    +8,25 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1379
    -0,0300 (-0,58%)
     

Marcas ganham quase 40% mais engajamento com Reels

A plataforma de social marketing Emplifi (antes conhecida como Socialbakers) divulgou um estudo sobre o recente desempenho dos conteúdos publicados no Reels, do Instagram. Foi quantificado o impacto e crescimento do formato de vídeo inspirado no TikTok em que, dentre as descobertas, os dados demonstram um engajamento 40% maior que conteúdos de vídeo tradicionais.

Para Zarnaz Arlia, diretora de marketing da Emplifi, as preferências por cada conteúdo estão mudando, situação que provocou um aumento no consumo de vídeos na plataforma.“Para responder a essa mudança, o Instagram está no caminho certo priorizando o conteúdo do Reels. Ao usar seu algoritmo para veicular vídeos para públicos maiores, o Instagram está ajudando as marcas a expandir seu alcance e aumentar o engajamento”, afirmou.

Com as mudanças, Kim Kardashian, Kylie Jenner, dentre outras personalidades nacionais e internacionais que possuem um grande número de seguidores, compartilharam um post que dizia "Faça do Instagram o Instagram novamente". Apesar de não ter agradado a todos, o CEO do Instagram, Adam Mosseri, confirmou que as pessoas estão compartilhando mais conteúdos em vídeo.

(Imagem: Pexels/Kerde Severin)
(Imagem: Pexels/Kerde Severin)

Os dados da pesquisa da Emplifi respaldam essa resposta de Mosseri às críticas. Segundo o estudo, embora o engajamento geral no Instagram tenha diminuído no ano passado, o Reels superou todos os outros tipos de postagem desde o início de 2022, ganhando mais interações do que imagens, vídeos regulares e postagens em carrossel.

Para Arlia, "os números são claros" e os usuários estão se envolvendo mais com o Reels do que qualquer outro formato de conteúdo do aplicativo – representando 20% do tempo que as pessoas passam no app, segundo o Instagram.

Desempenho do Reels no Instagram

Os dados da pesquisa demonstram que quase 50% das marcas do Instagram publicaram pelo menos um Reel no segundo trimestre de 2022 – um aumento significativo quando comparado aos 30% do ano passado. O engajamento em vídeos da categoria é quase 40% maior que postagens de vídeo tradicionais.

O estudo ainda aponta que o tipo de conteúdo curto é especialmente popular entre marcas esportivas, em que 60% das marcas já apostam no formato para aumentar o engajamento. As cinco empresas com maior engajamento no Reels são: Pleasing, Netflix, Tesla, Netflix Brasil e Lamborghini.

Vale ressaltar que, por mais que as marcas estejam utilizando cada vez mais o Reels como a sua estratégia de mídia social, o formato de vídeo ainda é minoria considerando o conteúdo geral das empresas – representando cerca de 7,5% do total de postagens, com exceção dos Stories.

As marcas ainda continuam investindo em postagens estáticas, mesmo que o engajamento seja menor. Para Arlia, o conteúdo de vídeo curto "veio para ficar" e, para maximizar o alcance, as marcas não tem escolha a não ser investir em Reels.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: