Mercado fechará em 5 h 11 min
  • BOVESPA

    106.184,84
    -178,26 (-0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    0,00 (0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,08
    -0,58 (-0,70%)
     
  • OURO

    1.804,60
    +5,80 (+0,32%)
     
  • BTC-USD

    61.450,64
    +2.329,80 (+3,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,56
    +61,18 (+4,31%)
     
  • S&P500

    4.579,52
    +27,84 (+0,61%)
     
  • DOW JONES

    35.661,65
    +170,96 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.241,78
    -11,49 (-0,16%)
     
  • HANG SENG

    25.555,73
    -73,01 (-0,28%)
     
  • NIKKEI

    28.820,09
    -278,15 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    15.654,75
    +67,50 (+0,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5197
    +0,0950 (+1,48%)
     

Marcas fossilizadas encontradas no Tibete eram arte de crianças pré-históricas

·2 minuto de leitura

Pegadas fossilizadas já foram, e ainda serão, encontradas no mundo todo. Mas além das marcas de pés, os pesquisadores já encontraram também marcas feitas com as mãos, e a última descoberta aconteceu no Tibete. Cientistas encontraram impressões manuais e pegadas que foram feitas por crianças há cerca de 169 mil a 226 mil anos a.C.

Com isso, a descoberta se torna a evidência mais antiga de arte humana encontrada no mundo. A equipe de pesquisadores diz que as marcas pré-históricas são exemplos de arte Parietal, que consistem em pinturas, desenhos e gravuras em superfícies rochosas de caverna, ainda que as impressões em questão não tenham acontecido em uma.

<em>Imagem: Reprodução/Matthew Bennett/Bournemouth University</em>
Imagem: Reprodução/Matthew Bennett/Bournemouth University

As pegadas e marcas de mão foram encontradas em travertinos de uma fonte termal, muito bem preservadas. Um travertino consiste de calcário de água doce, geralmente usado em estruturas e decoração de banheiros. Quando amolecido, é fácil deixar uma impressão que, no futuro, é endurecida como rocha. Os pesquisadores encontraram cinco marcas de mão e cinco de pés, possivelmente feitas de forma proposital. Pelos tamanhos, a arte teria sido feita por crianças de sete anos (as pegadas) e cerca de 12 anos (as mãos). Eles chegaram na estimativa de idade relacionando os tamanhos dos traços com os dados de crescimento modernos.

Também foi feita a datação radiométrica do calcário com base na decomposição do urânio, e as marcas, então, teriam acontecido em meados da Idade do Gelo. A região em que as impressões foram encontradas tem cerca de 4.200 metros de altitude, que pode ter realmente sido bastante gelada na época. O que não se sabe era se as crianças pertenciam à nossa espécie, Homo sapiens, ou talvez eram de outra já extinta. Naquele planalto, já foram encontradas evidências de humanos arcaicos conhecidos como hominídio de Denisova.

Você pode conferir o estudo completo aqui.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos