Mercado abrirá em 7 h 41 min
  • BOVESPA

    106.247,15
    -2.542,18 (-2,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.394,03
    -1.070,00 (-2,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,41
    +0,82 (+0,75%)
     
  • OURO

    1.812,20
    -3,70 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    29.153,11
    -782,36 (-2,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    649,35
    -21,33 (-3,18%)
     
  • S&P500

    3.923,68
    -165,17 (-4,04%)
     
  • DOW JONES

    31.490,07
    -1.164,52 (-3,57%)
     
  • FTSE

    7.438,09
    -80,26 (-1,07%)
     
  • HANG SENG

    20.196,08
    -448,20 (-2,17%)
     
  • NIKKEI

    26.441,82
    -469,38 (-1,74%)
     
  • NASDAQ

    11.927,75
    -7,75 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2364
    +0,0181 (+0,35%)
     

Marca poderá anunciar em busca de concorrentes no Google, diz Justiça

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Simferopol, Russia - July 9, 2014: Google biggest Internet search engine. Google.com domain was registered September 15, 1997.
Para as diretrizes do buscador, não há problema em exibir empresas concorrentes no mesmo resultado (Getty Image)
  • Uma marca processou a concorrente por utilizar o nome da empresa como palavra-chave

  • Juiz responsável pelo caso entendeu que a prática não configura como concorrência desleal

  • Buscador permite que diferentes companhias do mesmo segmento apareçam na mesma página

Sabe quando você procura por alguma empresa no Google e as companhias concorrentes aparecem na barra de anúncios? Esse foi o problema enfrentado pela Keep Light. Quando um consumidor procurava pelo nome da marca apareciam anúncios da Gym Chef.

A empresa decidiu processar a concorrente em uma disputa que valeria R$ 30 mil em indenizações. Na ocorrência, a Keep Light dizia que o nome da marca era utilizado como palavra-chave em campanhas de publicidade no Google Ads e que isso poderia ser uma forma de concorrência desleal.

No entanto, a 1ª Vara Empresarial e Conflitos de Arbitragem de São Paulo decidiu que é legítimo utilizar o nome de outras companhias no setor de SEO das campanhas publicitárias.

Justiça e diretrizes do buscador dizem que não há problema na estrategia

O juiz responsável pelo caso, André Salomon Tudisco, afirmou que as palavras-chave são apenas gatilhos que disparam anúncios de fornecedores e oferecem uma lista de resultados para o usuário. Ou seja, não constitui venda ou desvio fraudulento de clientela.

O Google diz que o sistema de anúncios não restringe o uso de marcas registradas como palavras-chave. Já no texto que aparece no anúncio só é possível citar marcas quando o anunciante é o detentor dos direitos.

A empresa ainda defende que exibir marcas do mesmo segmento em um mesmo resultado garante que o consumidor possa realizar uma escolha informada sobre as opções de produtos e serviços disponíveis no mercado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos