Mercado abrirá em 5 h 52 min
  • BOVESPA

    113.707,76
    +195,76 (+0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.734,04
    -67,64 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,79
    -0,32 (-0,36%)
     
  • OURO

    1.775,20
    -1,50 (-0,08%)
     
  • BTC-USD

    23.360,17
    -1.017,10 (-4,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    555,44
    -17,38 (-3,03%)
     
  • S&P500

    4.274,04
    -31,16 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    33.980,32
    -171,68 (-0,50%)
     
  • FTSE

    7.515,75
    0,00 (0,00%)
     
  • HANG SENG

    19.720,11
    -202,34 (-1,02%)
     
  • NIKKEI

    28.942,14
    -280,63 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.420,00
    -73,25 (-0,54%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2473
    -0,0119 (-0,23%)
     

Marca curitibana de acessórios tem fones de madeira e caixa de som de cimento

Com sede em Curitiba, no Paraná, a Händz é uma marca brasileira especializada em acessórios sustentáveis para dispositivos móveis. Há menos de uma década no mercado, o catálogo da empresa apresenta diversos itens alternativos, como cabos para recarga de celulares com fibra de cânhamo e fones de ouvido feitos com fibra de trigo.

A proposta da Händz é criar produtos que atendam às necessidades dos usuários e, com isso, entregar vários benefícios baseados na sustentabilidade. Segundo a marca, os acessórios são fabricados com menos plástico e menor emissão de CO2 do que outros modelos, bem como possuem valores mais acessíveis.

“A democratização de produtos sustentáveis e ecologicamente corretos é uma das bandeiras da nossa empresa. Além de uma garantia acima da média [3 anos], prova que confiamos no nosso produto, o consumidor está adquirindo algo que foi pensado desde sua criação até seu descarte”, cita Rodrigo Lacerda, criador da Händz.

O fone de ouvido e o estojo de transporte do Händz Air são feitos de fibra de trigo (Imagem: Divulgação/Händz)
O fone de ouvido e o estojo de transporte do Händz Air são feitos de fibra de trigo (Imagem: Divulgação/Händz)

Portfólio sustentável

Um dos destaques do catálogo da Händz é o cabo para recarga da série Hemp. Com versões para iPhone e dispositivos Android, o acessório é fabricado com fibra de cânhamo com as ponteiras feitas com 35% de fibra de trigo e 65% em plástico ABS reciclado.

Também usando materiais sustentáveis, o headset Eco Sound e o fone de ouvido Bluetooth Händz Air têm o corpo feito de fibra de trigo. Segundo a marca, o componente que substitui as tradicionais peças de plástico possui ampla resistência e ajuda a entregar uma qualidade de som ideal.

Embora os produtos sejam fabricados fora do Brasil, a Händz tem grande preocupação em relação à sustentabilidade em todas as etapas: da produção até a entrega ao consumidor. Os processos seguem padrões estabelecidos pela marca e obedecem às licenças e certificações ambientais que refletem o compromisso com o planeta.

A marca ainda destaca que todos os produtos são pensados para terem menor impacto no meio ambiente durante a fabricação. Bem como, a decomposição dos componentes após o descarte ocorre mais rápido do que outros acessórios.

Fone de ouvido Händz Air Eco de madeira e caixa de som de cimento e bambu são os próximos lançamentos da marca (Imagem: Reprodução/Händz)
Fone de ouvido Händz Air Eco de madeira e caixa de som de cimento e bambu são os próximos lançamentos da marca (Imagem: Reprodução/Händz)

Próximos lançamentos

Seguindo a proposta sustentável, a Händz planeja lançar ao menos 20 novos acessórios até o final de 2022. Os próximos lançamentos terão como componentes garrafas PET e cortiça para substituir as matérias-primas derivadas de combustível fóssil.

A marca revela que uma das novidades será um fone de ouvido Bluetooth feito de madeira. Parte da linha Händz Air Eco, o modelo terá acabamento interno em fibra de trigo, recurso Smart Touch Control e opção de carregamento por indução.

Outro lançamento será uma caixa de som feita com cimento e bambu que promete um som mais limpo por conta dos diferentes componentes. Para mais, o dispositivo traz um carregador por indução também em bambu que possibilita carregar o celular enquanto o usuário escuta música.

“As novas tecnologias estão permitindo utilizarmos produtos que até então eram inviáveis economicamente para produzir em larga escala, tirando algumas coisas da parte eletrônica, conseguimos fazer a base de algum material sustentável”, conclui Lacerda.

Não foram dados detalhes de preço ou uma data concreta de lançamento dos novos produtos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos