Mercado fechará em 6 h 5 min
  • BOVESPA

    109.401,41
    -2.522,52 (-2,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.799,46
    -434,91 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,73
    -1,20 (-1,56%)
     
  • OURO

    1.791,20
    +9,90 (+0,56%)
     
  • BTC-USD

    17.004,04
    -257,93 (-1,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    401,15
    -10,07 (-2,45%)
     
  • S&P500

    3.998,84
    -72,86 (-1,79%)
     
  • DOW JONES

    33.947,10
    -482,78 (-1,40%)
     
  • FTSE

    7.544,06
    -23,48 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    19.441,18
    -77,11 (-0,40%)
     
  • NIKKEI

    27.885,87
    +65,47 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    11.828,25
    +22,50 (+0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5018
    -0,0316 (-0,57%)
     

Marca de álcool em gel líder nos EUA chega ao Brasil

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A marca americana Purell, que praticamente inventou o álcool em gel e popularizou o produto durante a pandemia, começa a ser vendida em larga escala a partir deste mês no Brasil. Até então, a venda do produto era exclusiva de alguns distribuidores independentes, que o anunciavam em sites de comércio eletrônico, como o Mercado Livre.

A partir de agora, a distribuição da marca a farmácias de todo o país cabe à Viveo, grupo que reúne negócios na área de saúde, como a fabricante de produtos de primeiros socorros Cremer, a marca de hastes flexíveis Topz e a distribuidora de medicamentos Mafra Hospitalar.

A investida acontece em um momento de novos casos de Covid-19 no Brasil, com alta de internações em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no estado de São Paulo e na explosão da taxa de positividade dos testes da rede privada, a partir da chegada da nova subvariante ômicron BQ.1 do coronavírus.

A Purell, fabricada pela Gojo, se apresenta como "desinfetante para as mãos", com 70% de álcool e "eficácia comprovada, com 99,99% no combate a bactérias e/ou germes". É usada especialmente em hospitais.

O diferencial da marca, segundo a Viveo, está em não ressecar as mãos, porque a fórmula mantém a umidade da pele. A empresa pretende levar a Purell a 90% das farmácias do Brasil. De acordo com a Viveo, a expectativa é que, até 2025, o mercado de antissépticos para as mãos movimente R$ 450 milhões.

A distribuição começa por farmácias de São Paulo e da região Sul do país, em embalagens de 60 ml e 354 ml.