Mercado abrirá em 8 mins
  • BOVESPA

    103.713,45
    +1.920,93 (+1,89%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.198,94
    +315,99 (+0,59%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,87
    +0,50 (+0,67%)
     
  • OURO

    2.000,90
    +3,20 (+0,16%)
     
  • Bitcoin USD

    28.093,39
    -578,44 (-2,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    614,09
    -5,15 (-0,83%)
     
  • S&P500

    4.050,83
    +23,02 (+0,57%)
     
  • DOW JONES

    32.859,03
    +141,43 (+0,43%)
     
  • FTSE

    7.646,94
    +26,51 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    20.400,11
    +90,98 (+0,45%)
     
  • NIKKEI

    28.041,48
    +258,55 (+0,93%)
     
  • NASDAQ

    13.110,75
    +28,75 (+0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5355
    -0,0201 (-0,36%)
     

Mapeamento da bioeconomia no Brasil deve ficar pronto em setembro

*Arquivo* São Paulo, SP, 21.08.2019 - O levantamento da Embrapii deve inserir o Brasil nas conversas sobre bioeconomia no mundo. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
*Arquivo* São Paulo, SP, 21.08.2019 - O levantamento da Embrapii deve inserir o Brasil nas conversas sobre bioeconomia no mundo. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) iniciou um levantamento para mapear a situação da bioeconomia no país. A ideia é consolidar os dados até o fim de setembro e identificar quem atua no setor para participar de debates internacionais sobre o tema.

A conexão com outros países é liderada pelo Fórum Mundial de Bioeconomia, organização que reúne agências de fomento e institutos de pesquisa de 90 países.

Segundo a Embrapii, a intenção do fórum é descobrir regiões, centros de pesquisa e empresas que desenvolvem estratégias de bioeconomia. O objetivo também é levantar tipos de conteúdo e financiamento aplicado.

Além da Embrapii, que toca o projeto no Brasil, estão envolvidos nas discussões os centros de pesquisa da Universidade Tecnológica de Michigan (EUA), o Instituto de Biotecnologia Industrial de Tianjin (China), a VTT, instituição de pesquisa do governo da Finlândia, a VITO, centro de pesquisa belga, entre outros.

Com Paulo Ricardo Martins e Diego Felix