Mercado fechará em 2 h 45 min
  • BOVESPA

    103.626,44
    +2.851,87 (+2,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.504,27
    +497,11 (+0,99%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,34
    +0,77 (+1,17%)
     
  • OURO

    1.766,30
    -18,00 (-1,01%)
     
  • BTC-USD

    56.364,73
    -2.618,70 (-4,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.440,77
    +1,89 (+0,13%)
     
  • S&P500

    4.563,55
    +50,51 (+1,12%)
     
  • DOW JONES

    34.542,40
    +520,36 (+1,53%)
     
  • FTSE

    7.144,23
    -24,45 (-0,34%)
     
  • HANG SENG

    23.788,93
    +130,01 (+0,55%)
     
  • NIKKEI

    27.753,37
    -182,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.879,25
    +9,50 (+0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3696
    -0,0772 (-1,20%)
     

Manuscrito de Albert Einstein bate novo recorde em leilão

·2 min de leitura

Os manuscritos iniciais de Albert Einstein para a Teoria da Relatividade Geral foram leiloados por 11,6 milhões de euros (cerca de R$ 72.6 milhões de reais) em um leilão em Paris na terça-feira (24). Este foi o valor mais alto já pago por qualquer documento escrito por um cientista.

Cerca de 100 colecionadores e espectadores compareceram à venda, mas todos os lances foram feitos remotamente. Em pouco tempo, restaram apenas dois competidores por telefone, que disputavam em incrementos de 200 mil euros. O valor final surpreendeu até mesmo a Christie’s, que realizou o evento em nome da casa de leilões Aguttes. A renda estimada era de dois a três milhões de euros.

Este trabalho foi um preparatório para o artigo final, escrito à mão em 1913, junto de Michele Angelo Besso, um engenheiro descendente de judeus italianos e amigo de Einstein. A Teoria da Relatividade Geral foi publicada oficialmente em 1915. Não houve informações sobre a identidade ou nacionalidade do vencedor do leilão.

Os recordes anteriores das obras de Einstein foram de US$ 2,8 milhões para a chamada "carta de Deus" (na qual o físico descreve a palavra Deus como “a expressão e o produto da fraqueza humana”) e US$ 1,56 milhão para duas notas sobre o “segredo da felicidade”, escritas como gorjeta para um carteiro do Hotel Imperial de Tóquio, onde se hospedava.

Manuscrito de Einstein é raro

Os manuscritos de 54 páginas foram escritos em Zurique, na Suíça, e foi graças a Besso que o documento foi preservado para a posteridade, já que o físico alemão não tinha o hábito de conservar seus rascunhos. Neste caso em específico, Einstein notou alguns erros, e largou o papel. A conservação dos papéis foi "quase como um milagre", de acordo com a sala de leilão Christie’s.

Ainda de acordo com a Christies's, os “documentos científicos de Einstein neste período, e antes de 1919 em geral, são extremamente raros". Eles acrescentaram que este é “um dos dois únicos manuscritos de trabalho que documentam a gênese da teoria da Relatividade Geral que conhecemos, é uma testemunha extraordinária do trabalho de Einstein".

Esse conjunto de teorias revolucionou a física ao introduzir uma nova abordagem para interpretar o movimento dos objetos no espaço e no tempo, bem como a própria atração dos objetos no universo pela gravidade. Desde então, a gravitação deixou de ser considerara uma força, para ser encarada como uma distorção no próprio espaço-tempo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos