Mantega repete que economia do País está em recuperação

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, avaliou que a economia brasileira continuará, neste quarto trimestre, em trajetória de crescimento. Segundo ele, indicadores econômicos "precursores" do Produto Interno Bruto (PIB) apontam que a economia vai continuar se aquecendo. "O crédito está melhorando. O investimento vai ter uma melhora e vai ajudar a fechar o ano num bom patamar. É uma noa notícia", disse a jornalistas nesta sexta-feira.

Segundo Mantega, a economia brasileira entrará em 2013 aquecida. Ele considerou "excelente" o resultado do Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) divulgado mais cedo pelo Banco Central. "O IBC-Br aponta para uma crescimento anualizado de 4,7%. É um excelente resultado." Mantega previu uma elevação em outubro. "A economia está em recuperação. Sim, está crescendo", disse, rebatendo avaliações negativas sobre o crescimento.

Para o ministro, o resultado do IBC-Br é motivo de comemoração. "Temos que comemorar o número, porque mostra que a economia está em recuperação em vários setores, exportação, consumo das famílias e investimentos". Ele acrescentou que é um resultado que indica que a economia vai terminar o ano bem.

Meta fiscal

Mantega sinalizou que o governo deverá abater cerca de R$ 25 bilhões das despesas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para o cumprimento da meta de superávit primário das contas do setor público prevista para este ano. "Temos uma indicação que podemos abater R$ 25 bilhões. Podemos abater mais, mas nosso horizonte é esse valor."

Segundo o ministro, os números estarão definidos no último relatório bimestral a ser enviado ao Congresso Nacional. "Nós estamos preparando um relatório apresentando quanto vamos abater", disse. Pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2012, o governo pode abater até R$ 40,6 bilhões, mas o Orçamento fixou um limite de R$ 25 bilhões.

Carregando...