Mantega descarta falta de mão de obra para PIB expandir

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, acredita que a mão de obra não será um problema para o crescimento da economia. "Nós teremos mão de obra suficiente para um crescimento entre 4% e 4,5% no próximo ano", disse ele a jornalistas nesta quarta-feira. Ele destacou a possibilidade de ingresso de mão de obra qualificada do exterior que o governo vai incentivar, como mostrou uma reportagem do jornal O Estado de S.Paulo. "Eles (os estrangeiros) serão bem recebidos. Não vejo como gargalo. É um bom desafio que podemos enfrentar e vencer."

Ao ser questionado se a redução do custo de energia seria uma alternativa para compensar o problema da mão de obra, Mantega respondeu: "De fato, não temos abundância de mão de obra. É um bom sinal, porque as economias europeia e norte-americana têm grande desemprego. Mas a população economicamente ativa está aumentando a cada ano e a qualificação da mão de obra também".

Carregando...