Manifestação contra leilão do pré-sal ocupa a Avenida Paulista

SÃO PAULO - Cerca de 800 manifestantes ocupam a Avenida Paulista no sentido Consolação desde o fim da manhã desta quinta-feira. O protesto, que segue pacífico, tem como objetivo pressionar o governo federal contra o leilão do pré-sal, marcado para o dia 21 de outubro. A manifestação é organizada pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), da Federação Única dos Petroleiros (FUP), Plataforma Operária e Camponesa para a Energia, Via Campesina e do Levante Popular da Juventude.

O trânsito na região já está prejudicado. Agentes da CET orientam os motoristas a seguir em vias paralelas. Até as 12h30 não havia informação para onde os manifestantes irão.

O grupo se reuniu por volta das 10h na Praça Oswaldo Cruz, que teve suas imediações utilizadas como estacionamento dos ônibus dos manifestantes. Após a concentração, eles deram início à caminhada.

Eles também são contra a privatização das usinas hidrelétricas conduzida pelo Ministério de Minas e Energia.

Carregando...