Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.836,93
    +1.360,04 (+4,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

He-Man │ Tudo o que você precisa saber sobre a série antes do remake da Netflix

·6 minuto de leitura

A série Mestres do Universo: Salvando Eternia chega à Netflix neste mês de julho como uma espécie de sequência ao clássico desenho animado de 1983 ao mesmo tempo que reformula o universo do He-Man para uma abordagem mais adulta. Ainda que mantenha um visual bem próximo daquele que a gente cresceu vendo ao longo das últimas décadas, o tom das histórias deve ser bem diferente.

Só que estamos falando da continuação de uma história que começou há 40 anos e nem mesmo o fã mais nostálgico é capaz de se lembrar com detalhes de todas as histórias apresentadas em seus mais de 130 episódios — até porque eles nunca eram exibidos na ordem correta por aqui. Adicione a essa bagunça toda o fato de que tem toda uma geração que não era nem nascida na época e que vai pegar a briga entre He-Man e o Esqueleto no meio.

Então por que o homem mais forte do mundo vive trocando socos com uma caveira ambulante? Qual o interesse do vilão em um castelo velho e abandonado que nem é a sede do governo de Eternia? Quem diabos são esses personagens que você não se lembra mais? Se alguma dessas perguntas veio à sua mente após assistir ao teaser liberado pela Netflix, fique tranquilo, pois o Canaltech está aqui para ajudá-lo a lembrar (ou a conhecer) um pouco do universo dos Mestres do Universo antes de Salvando Eternia chegar ao streaming.

O que é He-Man

Para quem caiu de paraquedas na nova série e não sabe nem do que se trata o desenho, saiba que não é preciso de muito para entender o que é He-Man e quem são os Mestres do Universo. Estamos falando de uma animação lançada no início dos anos 1980 que fez muito sucesso em todo o mundo e se tornou um fenômeno absurdo, com direito a grupos infantis no Brasil gravando músicas sobre o herói e cantando para um Maracanã lotado.

A premissa básica é bem simples: um bárbaro que luta contra as forças do mal — representadas por um vilão em forma de esqueleto — com uma espada mágica. E, por um acaso, ele monta em um tigre.

A ideia parece boba e nasceu propositalmente assim. Isso porque a animação original foi criada para vender uma nova linha de brinquedos da Mattel feita para rivalizar com Star Wars. Assim, o que o pessoal da empresa fez foi reunir tudo aquilo que uma criança da época poderia gostar e criou o modelo dos personagens. Foi assim que tivemos o bárbaro musculoso, os elementos de ficção científica misturados com magia, um inimigo assustador e o já citado tigre.

Então eles só tiveram o trabalho de criar um fiapo de história que juntasse tudo isso de forma minimamente coerente e nascia assim o universo do He-Man que a gente conhece, que foi apresentado inicialmente em histórias em quadrinhos que acompanhavam os brinquedos e, mais tarde, foi revisto e redefinido com o desenho de 1983. A própria Netflix já detalhou essa história em dois documentários que valem muito a pena conferir.

A história básica

A história de He-Man é uma bagunça. Ela surgiu como essa briga do bem contra o mal, mas logo expandiu à medida que outras animações e quadrinhos eram lançados, amarrando e justificando pontas soltas da trama. Exemplo disso é que o Esqueleto era para ser apenas em feiticeiro que tentava tomar o Castelo de Greyskull, mas depois foi envolvido em uma guerra galáctica maior.

Se você cresceu nos anos 1980 e 1990, certamente gritou "EU TENHO A FORÇA" (Imagem: Reprodução/Mattel Television)
Se você cresceu nos anos 1980 e 1990, certamente gritou "EU TENHO A FORÇA" (Imagem: Reprodução/Mattel Television)

Assim, o que foi estabelecido é que o vilão era parte do exército de Hordak, a grande ameaça da série She-Ra, que havia tentado invadir o planeta Eternia no passado e fracassado. Com isso, essas tropas vão embora, mas o Esqueleto fica para trás após descobrir a existência do Castelo de Grayskull, um local que guarda conhecimentos que poderiam lhe dar poderes capazes de dominar o mundo.

O castelo e todos os segredos que ele guarda são protegidos pela Feiticeira, que vive para manter ameaças como o Esqueleto longe. É ela quem dá a Espada do Poder para o Príncipe Adam, herdeiro do trono de Eternia, para que ele possa proteger essa fonte de conhecimento, permitindo que ele se transforme em He-Man.

O elenco de apoio da série nunca foi muito criativo (Imagem: Reprodução/Mattel Television)
O elenco de apoio da série nunca foi muito criativo (Imagem: Reprodução/Mattel Television)

Como não poderia deixar de ser, cada lado dessa disputa vai contar com um elenco de apoio vasto. He-Man, por exemplo, conta com a ajuda do inventor Mentor e da guerreira Teela, além do tigre Pacato e do mágico Gorpo. Outros personagens menores também aparecem como parte desse exército de Eternina, mas o núcleo central sempre girou em torno desses — o que deve ser repetir em Salvando Eternia a partir do que já foi mostrado até aqui.

Já o vilão Esqueleto tem um séquito enorme de lacaios, que vão da Maligna — que volta e meia tentava enganar o próprio vilão — até os bobos Mandíbula, Homem-Fera e Aquático, além de uma outra infinidade de monstros feitos só para gerar mais bonecos.

Universo expandido

E se a série original de He-Man era bem básica nos conceitos apresentados, o universo da série passou a ser expandido à medida que outros lançamentos foram surgindo. Foi o que vimos com She-Ra, que foi apresentada como irmã gêmea do herói que tinha sido sequestrada por Hordak quando ainda era criança. Além disso, nas HQs, vimos muito mais coisas sendo apresentadas e que podem aparecer na série da Netflix.

Em 2002, a DC Comics publicou alguns quadrinhos que iam além daquilo que o desenho de 1983 mostrou. Foram nessas HQs que foi revelado que o Castelo de Grayskull guardava o Fogo da Eternidade, a fonte de criação do universo. Teria sido com esse fogo que a Espada do Poder foi forjada, o que justificaria os poderes de He-Man e explicava por que o Esqueleto tinha tanto interesse no local.

Versão em quadrinhos expandiu o universo e explicou muita coisa que ficou em aberto no desenho (Imagem:Reprodução/DC Comics)
Versão em quadrinhos expandiu o universo e explicou muita coisa que ficou em aberto no desenho (Imagem:Reprodução/DC Comics)

E é nos gibis que vemos todas as batalhas envolvendo o controle do castelo. Em uma das história, o Esqueleto consegue invadir a fortaleza, mas não chega ao Fogo da Eternidade. Depois, é a vez de o vilão Hordak atacar Eternia novamente e quase destruir a fortaleza.

Um dos elementos mais interessantes inseridos nessa época foram duas joias que complementam os poderes de Grayskull. O Olho de Cronos e o Olho do Caos dão controle sobre o tempo e o espaço e, ao conquistá-los, Hordak ganha poderes absolutos e se torna o que ele mesmo chama de Mestre do Universo — finalmente justificando o nome original do desenho. Mesmo assim, ele é derrotado.

Só que, levando em conta o pouco que foi mostrado no teaser de Salvando Eternia, não devemos ver tudo isso na nova animação da Netflix, já que o castelo segue inteiro e não vimos nenhuma menção a Hordak, ao passo que tivemos um foco bem grande no Esqueleto. É possível, porém, que algumas dessas histórias do universo expandido sejam reaproveitadas nesse revival da Netflix.

Mestres do Universo: Salvando Eternia estreia sua primeira temporada na Netflix no dia 23 de julho.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos