Mercado fechado

Major Olímpio rejeita aliança com PSDB em SP e reitera 'traição' de Doria

Cristiane Agostine

Líder do PSL no Senado afasta hipótese de aliança entre o prefeito da capital paulista, Bruno Covas, e a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) Líder do PSL no Senado, Major Olímpio criticou nesta segunda-feira a possibilidade de o partido fazer uma aliança com o PSDB na disputa pela Prefeitura de São Paulo, em 2020, e rejeitou a proposta de a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) ser vice do prefeito Bruno Covas (PSDB).

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), tem defendido a chapa Covas-Joice para a próxima eleição municipal na capital paulista.

“Se a Joice quiser, ela será nossa candidata e vencerá a eleição. Doria traiu e enganou Bolsonaro, o PSL jamais perdoará isso”, criticou Major Olímpio, ao falar sobre a proposta de aliança defendida por Doria.

O senador é um dos principais críticos do PSDB e de Doria em São Paulo.

Joice Hasselmann já lançou sua pré-candidatura à prefeitura paulistana e tem dito que não pretende ser vice de outro candidato.

A deputada, porém, é próxima de Doria e reuniu-se na semana passada com Covas, no primeiro dia de trabalho do prefeito na sede do governo municipal depois que ele deixou o hospital. O tucano está em tratamento contra um câncer no aparelho digestivo.