Mercado fechado

Maisa Silva cita racismo vivido pelo pai, que é negro: “Passamos por muita coisa”

Maisa com o pai, Celso (reprodução / instagram @maisa)

Maisa Silva confidenciou a seguidores do Twitter que seu pai, Celso Andrade, sofreu situações racistas após se mudarem para uma bairro nobre de São Paulo.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

“Porque de verdade eu percebo a diferença do tratamento que as pessoas tem com o meu pai, do que comigo e com minha mãe. Ele sempre é o segurança, motorista e etc. Nunca sofri preconceito nenhum pelo tom da minha pele", comentou a uma seguidora

Leia também:

Em resposta a outro admirador, Maisa comentou que se vê como uma mulher branca. “Sempre me considerei branca. Inclusive da família do meu pai só tem eu e mais um primo de brancos. É osso o racismo, já passamos por muita coisa desde que nos mudamos para um bairro 'nobre'. E você vê que não é a roupa, não é como a pessoa fala, eles vão pela cor de pele mesmo", pontuou.

Aos 17 anos e símbolo de uma geração empoderada e consciente de si, Maisa mostrou que não sabe tudo ao responder um outro fã que perguntou se ela se considerava parda por ser filha de um homem negro e uma mulher branca. “Não sei, sou meio ignorante nisso (risos) eu sou?", perguntou. E um outro seguidor respondeu: “Prima você é branca, e sinto muito pelo seu pai, essa sociedade é escrota.”