Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    56.983,93
    -1.718,50 (-2,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

"Mais rápido e mais veloz": assim foi o terceiro voo do Ingenuity em Marte

Wyllian Torres
·3 minuto de leitura

No último dia 22 de abril, o Ingenuity realizou seu segundo voo sobre a superfície marciana e parece que este é o novo normal da aeronave. Na manhã de domingo (25), o helicóptero testou sua capacidade de realizar uma decolagem mais veloz e um percurso maior, realizando seu terceiro voo em Marte e conquistando mais um recorde — voando mais rápido e mais longe do que em qualquer teste realizado aqui na Terra.

Por volta das 5h31 (horário de Brasília) — ou às 12h33, no horário local de Marte —, o Ingenuity decolou pela terceira vez a partir da sua zona de decolagem recém batizada de “Wright Brothers Field“, atingindo uma altitude de cinco metros — a mesma do segundo voo e dois metros a mais do que o primeiro. Então ele disparou cerca de 50 metros para baixo e atingiu sua velocidade máxima de 2 m/s.

A seguir, o vídeo registrado pelo rover Perseverance do Ingenuity decolando a partir do canto inferior esquerdo em direção à direita, sumindo da vista do robô e depois retornando:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A equipe do Ingenuity, no Laboratório de Propulsão a Jato (JPL), da NASA, começou a receber os dados de Marte a partir das 11h06, e ficou muito satisfeita com a performance do helicóptero. Estas novas informações sobre a decolagem serão analisadas para que outros voos ocorram, inclusive para o planejamento de futuras aeronaves enviadas ao Planeta Vermelho.

O executivo do programa na sede da NASA para o projeto Mars Helicopter, Dave Lavery explica que o voo aconteceu conforme o planejado, mas isso não significa que foi pouco. E acrescenta: “com este voo, estamos demonstrando capacidades críticas que permitirão a adição de uma dimensão aérea para futuras missões a Marte”.

Registro aéreo, em preto e branco, da terceira decolagem do Ingenuity, em 25 de abril (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)
Registro aéreo, em preto e branco, da terceira decolagem do Ingenuity, em 25 de abril (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)

A uma distância segura, o Perseverance registrou os quase 80 segundos de voo do Ingenuity através da sua câmera Mastcam-Z, além de, é claro, servir como base de retransmissão de dados entre o helicóptero e a Terra. A equipe ainda receberá, nos próximos, dias os dados restantes desse vídeo registrando todo o percurso e movimentos da nave.

Nos próximos voos, o Ingenuity será forçado aos seus limites ao receber novos comandos que o permitam capturar mais imagens coloridas de forma autônoma — com a mesma câmera colorida das primeiras imagens coloridas obtidas no segundo voo.

Primeira imagem aérea colorida do Ingenuity, em 22 de abril (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)
Primeira imagem aérea colorida do Ingenuity, em 22 de abril (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)

A primeira imagem colorida do Ingenuity — também a primeira imagem colorida da superfície marciana registrada por um veículo aéreo enquanto estava no ar — foi realizada durante seu segundo voo, no último dia 22 de abril. No momento da captura, o helicóptero estava a cerca de 5,2 metros acima da superfície. Além de sua sombra projetada no solo, é possível observar as marcas das manobras realizadas pelo rover Perseverance. Nesse mesmo voo, a aeronave fez mais outras duas capturas.

Com seu terceiro voo executado com sucesso, a equipe já planeja o quarto voo do Ingenuity já para os próximos dias. É incrível pensar que, até o mês passado, aguardávamos com ansiedade e grande apreensão a primeira demonstração de voo, e agora seguimos para novas metas e para o quarto voo — e contando.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: