Mercado fechado
  • BOVESPA

    101.868,89
    -945,14 (-0,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.612,11
    -184,19 (-0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,78
    -3,17 (-4,53%)
     
  • OURO

    1.774,10
    -11,10 (-0,62%)
     
  • BTC-USD

    57.580,50
    -754,09 (-1,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.469,50
    +26,73 (+1,85%)
     
  • S&P500

    4.567,00
    -88,27 (-1,90%)
     
  • DOW JONES

    34.483,72
    -652,22 (-1,86%)
     
  • FTSE

    7.059,45
    -50,50 (-0,71%)
     
  • HANG SENG

    23.475,26
    -376,98 (-1,58%)
     
  • NIKKEI

    27.821,76
    -462,16 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.218,50
    -172,25 (-1,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3590
    +0,0298 (+0,47%)
     

Mais de 85 mil segurados do INSS devem fazer perícia até dia 11; veja como evitar cortes

·2 min de leitura
Brasilia Brazil. 2021. Building of the National Social Security Institute, Brazilian social security agency.
Brasilia Brazil. 2021. Building of the National Social Security Institute, Brazilian social security agency.
  • Segurados do INSS tem até uma semana para realizar perícia e evitar corte do benefício;

  • 95 mil pessoas foram convocadas pelo órgão para regularização do cadastro;

  • Apenas 10 mil marcaram uma data para a perícia médica, segundo o INSS;

Segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que não fizeram a perícia médica têm até dia 11 de novembro para regularizar o cadastro e evitar a perda do benefício. O pente-fino do INSS convocou mais de 95 mil pessoas por meio de edital público, mas até o momento, segundo o órgão divulgou ao jornal Agora São Paulo, apenas pouco mais de 10 mil pessoas marcaram data para a perícia médica.

Com isso, um total de 85.191 segurados do INSS que recebem benefício por incapacidade tem até a próxima semana para agendar a perícia médica do pente-fino e não ter o pagamento suspenso. O agendamento da perícia pode ser feito de três formas: através do site www.meu.inss.gov.br, do aplicativo Meu INSS, ou por meio da Central de Atendimento 135.

Leia também:

Os segurados que vão realizar perícia agendada precisam levar os seguintes documentos, segundo o INSS: carteira de identidade, CPF, laudo médico contendo o CID e a descrição da doença, ambos assinados por um médico com CRM válido, além de exames médicos recentes que comprovem a doença. Caso não o façam a perícia, os segurados terão o benefício suspenso e, após 60 dias, cancelado.

Segundo o INSS, até o dia 29 de outubro, foram feitas em todo o país 63.395 perícias do pente-fino. Após a reavaliação, um total de 39.679 segurados tiveram o auxílio-doença cortado porque o médico perito considerou que haviam recuperado a capacidade de trabalhar. Porém, também há a possibilidade da perícia considerar que a doença se agravou, por exemplo, e a incapacidade do segurado é permanente. De acordo com o órgão, até o momento, para apenas 9.691 beneficiários se indicou a transformação do auxílio-doença em uma aposentadoria por incapacidade permanente.

Segundo foi informado ao Agora São Paulo, não fazem parte do pente-fino portadores de HIV que têm aposentadoria por invalidez ou auxílio-doença. Segurados que têm a partir de 55 anos de idade e e estão há mais de 15 anos recebendo o benefício por incapacidade e aposentados por invalidez a partir dos 60 anos de idade também estão liberados de passar por nova perícia médica.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos