Mercado fechado

Imposto de Renda 2022: mais de 1 milhão de contribuintes caíram na malha fina

Mais de 38.188.642 declarações foram entregues até setembro (Getty Image)
Mais de 38.188.642 declarações foram entregues até setembro (Getty Image)
  • Mais de 1 milhão de contribuintes caíram na malha fina do Imposto de Renda

  • Omissão de rendimentos foi o principal fator observado na declaração do IR

  • Já 28,6% foram pegos por deduções da base de cálculo

Dados divulgados pela Receita Federal apontam que mais de 1 milhão de contribuintes caíram na malha fina do Imposto de Renda 2022. Durante o período de vigência mais de 38.188.642 declarações foram entregues até setembro.

O principal motivo que levou os cidadãos a caírem na malha do leão foi omissão de rendimentos (de titulares e dependentes declarados), representando mais de 40% dos casos. Já 28,6% foram pegos por deduções da base de cálculo, como em despesas médicas.

Divergências no valor de IRRF entre o que foi declarado pela fonte pagadora e o que foi declarado pela pessoa física prejudicou 21,9% das declarações, enquanto 7,6% foram identificados com deduções do imposto devido, recebimento de rendimentos acumulados, e divergência de informação sobre pagamento de carnê-leão e/ou imposto complementar.

"Uma declaração que em um ano passaria pela malha, em outro exercício pode ficar retida. A comparação de valores declarados pelo contribuinte (usando ou não a pré-preenchida) e declarados por terceiros (dirf, dmed, dimob...) não é o único critério de retenção. A qualidade e confiabilidade dos dados apresentados são critérios que podem liberar ou reter uma declaração em malha", disse o supervisor Nacional do Programa do Imposto de Renda, o auditor-fiscal José Carlos Fernandes da Fonseca em nota ao G1.

Fonseca ainda ressalta que os critérios de retenção em malha não são fixos, "dependem de uma série de variáveis que se modificam com o tempo". Em casos de restituições com declarações que apresentam inconsistência, os valores são liberados apenas depois que as informações forem corridas pelo contribuinte.