Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    61.668,59
    +2.561,30 (+4,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Bolsonaro gasta quase R$ 6 mi do cartão corporativo

·1 minuto de leitura
Presidente mais caro, Bolsonaro chega a quase R$ 6 milhões com gasto no cartão corporativo.
Presidente mais caro, Bolsonaro chega a quase R$ 6 milhões com gasto no cartão corporativo.
  • Valor é o maior da série histórica iniciada em 2001;

  • Estão computados apenas os gastos da família em viagens e as despesas domésticas

  • Comissão aprovou investigação da verba gasta pelo presidente

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), gastou R$ 5,8 milhões com cartão corporativo entre janeiro e agosto deste ano. Segundo a revista Crusoé, o valor é o maior da série histórica, iniciada em 2001, quando os presidentes passaram a utilizar a verba.

A conta não inclui outros órgãos do governo, como a Agência Brasileira de Inteligência e o Gabinete de Segurança Institucional, que têm seus próprios cartões corporativos. “Estão computados apenas aos gastos da família do presidente em viagens e as despesas domésticas, por exemplo. Para se ter uma ideia do que representa o valor despendido pelo clã presidencial, em toda a administração federal 2,8 mil funcionários públicos gastaram, em 2021, 131 milhões de reais por meio dos cartões”, afirma a revista.

Leia também:

A Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara dos Deputados aprovou, em maio, a investigação da verba gasta pelo presidente. A proposta de auditoria é do deputado Elias Vaz (PSB-GO), com aprovação do relator, o deputado Kim Kataguiri (DEM-SP).

O responsável pela proposta disse que o "o cidadão tem o direito de saber como é gasto o dinheiro público". Já Kataguiri declarou que é importante analisar se os recursos federais foram usados de forma legal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos