Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.801,21
    -1.775,35 (-1,44%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.195,43
    -438,48 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,03
    -0,12 (-0,18%)
     
  • OURO

    1.814,20
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    39.874,54
    +1.420,16 (+3,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    977,06
    +50,30 (+5,43%)
     
  • S&P500

    4.402,66
    -20,49 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    34.792,67
    -323,73 (-0,92%)
     
  • FTSE

    7.123,86
    +18,14 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    26.426,55
    +231,73 (+0,88%)
     
  • NIKKEI

    27.584,08
    -57,75 (-0,21%)
     
  • NASDAQ

    15.083,00
    +9,50 (+0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1183
    -0,0472 (-0,77%)
     

Mais de 6 mil casos! Santos enfrenta aumento drástico de chikungunya

·1 minuto de leitura

Um aumento súbito de chikungunya tomou conta da cidade de Santos, no litoral paulista. Com direito a 6.083 casos e uma morte, a situação enfrentou um crescimento de 4.986%. As informações são da Vigilância em Saúde de Santos.

Além dos casos de chikungunya, os de dengue também cresceram a um nível preocupante, chegando a 3.698 mil, sendo que em 2020 a cidade teve apenas 324. Os especialistas ressaltam que a cidade em questão fica mais suscetível a se contaminar com a chikungunya porque poucas pessoas têm imunidade à doença.

(Imagem: Mohamed Nuzrath/Pixabay)
(Imagem: Mohamed Nuzrath/Pixabay)

A dengue e a chikungunya são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, e com isso em mente, a prefeitura santista já espalhou 461 armadilhas, que indicam onde há maior incidência de mosquitos. Além disso, as equipes de controle vetorial realizam mutirões e nebulizações nos bairros onde há maior incidência de larvas e casos confirmados da doença.

A diferença entre as duas doenças se dá pelo seguinte: a dengue é mais letal, com possibilidade de ter mais complicações, enquanto a chikungunya deixa sequelas que podem durar meses e até anos. Na opinião dos especialistas, o cuidado com a COVID-19 tem feito com que a população feche os olhos para outras doenças, o que pode ter causado esse aumento, considerando a falta de medidas para se prevenir.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos