Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,83
    -0,72 (-0,84%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    34.501,82
    -3.950,33 (-10,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Mais de 50 casos de covid-19 detectados em cruzeiro que saiu dos EUA

·1 min de leitura
(Arquivo) O navio 'Odyssey of The Seas', da Royal Caribbean, chega a Port Everglades em 10 de junho de 2021 em Fort Lauderdale, Flórida (AFP/JOE RAEDLE)

Cinquenta e cinco pessoas a bordo de um navio de cruzeiro da Royal Caribbean International que partiu da Flórida, nos Estados Unidos, testaram positivo para a covid-19 no sábado, informou a empresa na noite de quarta-feira (22).

As infecções registradas no "Odyssey of the Seas" afetaram passageiros e membros da tripulação, apesar de 95% das pessoas terem sido vacinadas contra a doença, disse a Royal Caribbean.

O navio não recebeu autorização para entrar nas ilhas caribenhas de Curaçao e Aruba, as últimas paradas programadas em sua viagem de oito dias, portanto, permanecerá no mar até seu retorno a Fort Lauderdale, na Flórida, em 26 de dezembro.

A embarcação está viajando com 3.587 passageiros e 1.599 tripulantes, de acordo com o jornal USA Today.

Segundo a companhia, os 55 infectados foram vacinados contra o coronavírus e estão assintomáticos ou apresentam sintomas leves. Seus contatos próximos foram colocados em quarentena por 24 horas antes de serem submetidos a mais um teste de covid.

Este é o segundo surto registrado em um cruzeiro da Royal Caribbean em menos de uma semana. No último sábado, o "Symphony of the Seas" voltou ao porto de Miami com 48 pessoas com covid-19 a bordo, após uma viagem de sete dias pelo Caribe.

Vários navios de passageiros sofreram surtos de coronavírus nos primeiros meses da pandemia em 2020, levando à suspensão das atividades de cruzeiro por mais de um ano.

A indústria retomou as operações em junho com fortes medidas de segurança sanitária. A Royal Caribbean exige, por exemplo, que seus passageiros com mais de 12 anos e funcionários estejam totalmente vacinados.

Mas a variante ômicron do coronavírus, altamente contagiosa, representa um novo desafio para a indústria.

gma/llu/ic/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos