Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    112,70
    +0,49 (+0,44%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    29.428,77
    +36,86 (+0,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

Mais de 5 bilhões de pessoas tem acesso à internet, aponta pesquisa

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Mais de 5 bilhões de pessoas utilizam a internet, apontou um levantamento da empresa de consultoria DataReportal. Essa impressionante marca destaca que cerca de 63% da população mundial está conectada de alguma forma à rede mundial de computadores.

Dos 7,9 bilhões de humanos que povoam a Terra, 5,3 bilhões são donos de smartphones, revelou a pesquisa. Do mesmo todo, 4,6 bilhões são usuários ativos de redes sociais, o que representa 58,7% da população mundial.

5 bilhões de pessoas estão conectadas à internet (Imagem: Reprodução/DataReportal)
5 bilhões de pessoas estão conectadas à internet (Imagem: Reprodução/DataReportal)

Os números obtidos pela DataReportal mostram que o acesso à internet cresceu 4,1% na comparação ano a ano, enquanto a utilização de redes sociais subiu em 7,5% na mesma comparação. Enquanto isso, a popularização dos portáteis cresceu em 1,7%.

O que tanta gente faz online?

Os hábitos online se transformaram ao longo das gerações e, segundo a pesquisa, a mídia mais consumida atualmente por usuários entre 16 e 64 anos é a de streaming de vídeo — 3 horas e 14 minutos, para ser exato. Redes sociais ficam em segundo lugar, ocupando 2 horas e 29 minutos do dia médio. No total, cerca de 6 horas e 53 minutos são gastos navegando na internet.

O consumo de podcast fica na lanterna, com apenas 54 minutos na média (Imagem: Reprodução/DataReportal)
O consumo de podcast fica na lanterna, com apenas 54 minutos na média (Imagem: Reprodução/DataReportal)

Leitura e consumo de músicas por streaming também estão em posição favorável, ocupando 1 hora e 57 minutos e 1 hora e 31 minutos, respectivamente, do dia de um usuário comum. Jogos online vêm logo em seguida, com 1 hora e 10 minutos — valor que não alterou numa comparação ano a ano.

37% da população mundial desconectada

Sem acesso à internet, ainda restam 37% da população. Esse número se concentra na Índia: cerca de 53% do povo local não estão offline. Nesta lista, também se encontra o Brasil na décima posição, com 18,7% da população desconectada (cerca de 40 milhões de pessoas).

Ainda que a ampliação do acesso à internet no Brasil enfrente desafios, o país é um dos que mais consome conteúdo online. A pesquisa mostrou que, em média, o usuário brasileiro passa 9 horas e 56 minutos online, atrás somente dos filipinos e sul africanos.

O Brasil é o terceiro país com maior média de tempo online (Imagem: Reprodução/DataReportal)
O Brasil é o terceiro país com maior média de tempo online (Imagem: Reprodução/DataReportal)

Smartphones no topo

Novamente, o smartphone desponta como o principal meio de conexão com a rede mundial de computadores — 92,4% dos usuários usam o celular para navegar. O PC fica um pouco atrás e é utilizado por 68% dos usuários.

O celular é o principal meio de acesso à internet (Imagem: Reprodução/DataReportal)
O celular é o principal meio de acesso à internet (Imagem: Reprodução/DataReportal)

Nesta lista, o brasileiro também se destaca: cerca de 97% da população conectada usa o smartphone para passear pela web — valor superado apenas pela Nigéria, com 98,4%.

A soberania dos portáteis, porém, não é uma surpresa há anos. Desde 2015, pesquisas relacionadas ao tema apontavam que a popularização do celular superava a do computador para acessar a internet. No Brasil, um levantamento de 2020 do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) mostrou que 99% das conexões do país aconteciam em smartphones.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos