Mercado fechará em 2 h 39 min
  • BOVESPA

    120.166,20
    +104,21 (+0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.004,54
    +136,92 (+0,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,31
    -0,04 (-0,07%)
     
  • OURO

    1.783,40
    -9,70 (-0,54%)
     
  • BTC-USD

    54.226,02
    -1.900,22 (-3,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.270,67
    +27,62 (+2,22%)
     
  • S&P500

    4.147,71
    -25,71 (-0,62%)
     
  • DOW JONES

    33.876,40
    -260,91 (-0,76%)
     
  • FTSE

    6.938,24
    +42,95 (+0,62%)
     
  • HANG SENG

    28.755,34
    +133,42 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.188,17
    +679,62 (+2,38%)
     
  • NASDAQ

    13.841,50
    -77,75 (-0,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5937
    -0,1083 (-1,62%)
     

Maior fabricante de vacinas anticovid do mundo precisa de ajuda financeira do governo indio

·1 minuto de leitura
O governo da Índia freou no mês passado as exportações das vacinas da AstraZeneca fabricadas pelo SII, já que o país enfrenta uma nova onda de contágios de covid

O Serum Institute of India (SII), o maior fabricante de vacinas contra a covid do mundo, precisará de ajuda financeira do governo indiano pelas restrições à exportação, afirmou o diretor geral do instituto.

O governo do primeiro-ministro Narendra Modi freou no mês passado as exportações das vacinas da AstraZeneca fabricadas pelo SII, já que o país de 1,3 bilhão de habitantes enfrenta uma nova onda de contágios.

A pressão colocou a capacidade de produção do SII "sob muita tensão, para afirmar com toda franqueza", afirmou o diretor geral do Serum Institute, Adar Poonawalla, ao canal NDTV.

"O mundo precisa desta vacina e neste momento estamos dando prioridade às necessidades da Índia. E ainda não podemos fornecer (...) a todos os indianos que precisam", completou.

O SII precisa de um financiamento adicional de 30 bilhões de rupias (408 milhões de dólares) para aumentar sua capacidade e pediu ajuda financeira ao governo, segundo o diretor.

"Isto nunca foi orçado ou planejado inicialmente, porque deveríamos exportar e obter o financiamento dos países, mas agora que isto não está acontecendo temos que encontrar outras formas inovadoras de aumentar nossa capacidade", disse Poonawalla.

O SII, que produz mais de dois milhões de doses diárias da Covishield - o nome local da vacina da AstraZeneca -, fornece o fármaco a um preço subsidiado na Índia, muito menor do que o que cobra para as exportações.

amu/stu/oho/pc/mis/fp