Mercado abrirá em 3 h 39 min
  • BOVESPA

    110.580,79
    +234,97 (+0,21%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.304,04
    -72,85 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,79
    +1,02 (+0,93%)
     
  • OURO

    1.855,40
    -10,00 (-0,54%)
     
  • BTC-USD

    29.737,56
    +437,68 (+1,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    661,27
    +5,44 (+0,83%)
     
  • S&P500

    3.941,48
    -32,27 (-0,81%)
     
  • DOW JONES

    31.928,62
    +48,38 (+0,15%)
     
  • FTSE

    7.505,98
    +21,63 (+0,29%)
     
  • HANG SENG

    20.171,27
    +59,17 (+0,29%)
     
  • NIKKEI

    26.677,80
    -70,34 (-0,26%)
     
  • NASDAQ

    11.771,25
    +0,25 (+0,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1548
    -0,0174 (-0,34%)
     

Maior corretora de bitcoin do mundo bane usuários da Rússia após pedido da UE

·2 min de leitura
Interface da exchange Binance com moedas de Bitcoin e nota de rublo da Rússia.
Interface da exchange Binance com moedas de Bitcoin e nota de rublo da Rússia.

Seguindo sanções aplicadas pela União Europeia, a Binance, maior exchange de criptomoedas do mundo, está banindo usuários da Rússia de sua plataforma. Tal medida se aplica tanto a indivíduos quanto empresas.

Indo além, o texto aponta que apenas contas com saldo superior ao equivalente de 10.000 euros (R$ 50.000), sofrerão com esta medida. Portanto, a exchange ainda poderá ser usada por pequenos investidores russos.

Com a Rússia e Ucrânia entrando em seu terceiro mês de guerra, as criptomoedas estão sob os holofotes mundiais. De um lado, a Rússia propôs o uso de criptomoedas no comércio exterior, do outro, os EUA miram o setor de mineração.

Russos tem 90 dias para sacar suas criptomoedas

No anúncio, publicado nesta quinta-feira (21), a Binance afirma que está sendo obrigada a limitar os serviços para pessoas ligadas à Rússia. Tal medida afeta tanto cidadãos nascidos no país quanto residentes, bem como pessoas físicas e jurídicas.

Contudo, a restrição estará sendo aplicada apenas para contas com saldos superiores ao equivalente a 10.000 euros (R$ 50.000). Com isso, tais contas só terão uma opção disponível, a de saque. Todas as outras, que não se enquadram no descrito acima, permanecem como estão.

“As contas de cidadãos russos residentes fora da Rússia, conforme verificado com comprovante de endereço, e contas de cidadãos russos ou pessoas físicas residentes na Rússia, ou pessoas jurídicas estabelecidas na Rússia, que permaneçam abaixo de um valor total de 10.000 euros, permanecerão inalteradas e ativas.”, aponta a nota da Binance.

Indo além, a Binance informa que usuários russos, afetados pela medida, possuem 90 dias para fechar suas posições nos mercados futuros e derivativos. Além disso, novas ordens não poderão ser abertas.

Finalizando, a nota afirma que outras exchanges concorrentes devem implementar tais normas em breve. Portanto, este não é um posicionamento da Binance e sim de ordem maior.

O papel das criptomoedas na guerra

Em uma semana agitada em relação ao papel das criptomoedas sobre a guerra entre a Rússia e a Ucrânia, o Fundo Monetário Internacional afirmou que a mineração pode ser usada para que a Rússia, e outros países sancionados, escapem de sanções.

Indo além, o Tesouro americano também emitiu nota afirmando que está mirando este setor. Como destaque, afirmou que a Rússia possui vantagens por conta de seu clima frio e abundância de recursos naturais.

Por fim, também nesta semana, a Rússia afirmou que as criptomoedas podem ser usadas no comércio exterior. Desta forma, elas poderiam ajudar a fortalecer sua economia tanto por importações quanto exportações.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos