Mercado fechará em 3 h 37 min
  • BOVESPA

    103.579,28
    -4.155,73 (-3,86%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.162,92
    +142,87 (+0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,71
    +0,21 (+0,25%)
     
  • OURO

    1.809,70
    +27,80 (+1,56%)
     
  • BTC-USD

    61.262,29
    -2.101,08 (-3,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.460,04
    -43,00 (-2,86%)
     
  • S&P500

    4.538,95
    -10,83 (-0,24%)
     
  • DOW JONES

    35.619,44
    +16,36 (+0,05%)
     
  • FTSE

    7.222,33
    +32,03 (+0,45%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.396,50
    -82,25 (-0,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6797
    +0,0987 (+1,50%)
     

Maior bolsa de criptomoedas do mundo pode ter usado informação privilegiada

·2 minuto de leitura

Maior bolsa de criptomoedas do mundo por valor de mercado, a Binance estaria sendo investigada nos EUA pelos crimes de manipulação de mercado e uso de informações privilegiadas para a negociação de ativos. Clientes da corretora compram e vendem tokens digitais diariamente — as negociações são de dezenas de bilhões de dólares e não passam por autoridades regulatórias.

Segundo reportagem da Bloomberg autoridades americanas expandiram as frentes de trabalho para apurar a atuação da companhia além da oferta de títulos não registrados. Essa atividade supostamente inclui o uso de dados de clientes para negociar criptoativos de forma fraudulenta.

Imagem: Reprodução/Unsplash/Executium
Imagem: Reprodução/Unsplash/Executium

A Comissão de Negociação de Commodities Futuros (Commodity Future Trading Commission – CFTC), que supervisiona o mercado por lá, procura testemunhas para confirmar que a Binance ou seus funcionários teriam negociado de maneira oculta, antes de executar ordens de clientes. Com isso, teriam tirado proveito do movimento antes que ele ocorresse.

Os investigadores suspeitam que a Binance teria facilidade de acessar milhões de transações de clientes — uma vantagem competitiva no mercado em que atua. Por enquanto, a CFTC não emitiu comunicado sobre a suposta investigação.

Em nota, a Binance diz que tem “política de tolerância zero para informações privilegiadas e um rígido código de ética”. Mesmo assim, não nega as acusações. Segundo a empresa, seu processo interno identifica e responsabiliza aqueles que usam seus cargos para agir contra o interesse dos clientes.

Acusação no Twitter

Há um mês, um perfil anônimo no Twitter se apresentou como ex-funcionário da corretora e a acusou de liquidar operadores de propósito. Isso ocorre quando o mercado se move na direção contrária da aposta do negociante e corrói as garantias depositadas na conta.

Na época, ele disse que a empresa costumava alterar preços artificialmente para liquidar os operadores e, assim, ficar com as garantias. A empresa nega as acusações e diz que vai à Justiça contra o denunciante.

Imagem: Reprodução/Unsplash/Executium
Imagem: Reprodução/Unsplash/Executium

Em maio deste ano, o Departamento de Justiça (DoJ) e o Serviço de Receita Interna (Internal Revenue Service – IRS), órgão americano equivalente à Receita Federal brasileira, passaram a investigar a Binance. O objetivo é apurar crimes de lavagem de dinheiro e sonegação de impostos.

As entidades suspeitam que usuários da corretora usariam criptomoedas para esconder dinheiro vindo de atividades ilícitas (como tráfico de drogas). A companhia, entretanto, não foi formalmente acusada de cometer crime.

A empresa se prepara para se adequar às regras de compliance para poder abrir seu capital nos EUA. A ideia é captar mais que a Coinbase, a primeira corretora de criptomoedas a figurar na bolsa de valores de Nova York (NYSE). Para isso, está disposta até a optar por um modelo hierárquico tradicional com sede física — já que isso agrada muito mais aos reguladores.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos